Governo dos Açores formou mais de 1.000 profissionais do setor do turismo

0
11
DR/GACS
DR/GACS

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo adiantou hoje, em Ponta Delgada, que, entre 2018 e 2020, o Governo dos Açores levou a cabo 77 formações que chegaram a 1.057 profissionais do setor do turismo, num total de 2.750 horas.

O programa de qualificação e valorização ‘Açores – Certificado pela Natureza’ decorreu, entre 2018 e 2020, nas ilhas das Flores, Faial, São Jorge, Graciosa, Pico, Terceira, São Miguel e Santa Maria, com 30 ações realizadas, num total de 1.050 horas.

Estas ações abrangeram 377 formandos em sete cursos, nomeadamente Técnicas Base de Produção em Cozinha, Técnicas Base de Restaurante e Bar, Novas Técnicas e Tendências na Cozinha, Housekeping, Softskills – Cliente Externo e Interno e Marketing Digital, numa parceria com o Turismo de Portugal.

Acresce ainda a formação de 661 formandos, no âmbito das candidaturas correntes ao Fundo Social Europeu, através de 47 ações, num total de 1.375 horas, em áreas como Atendimento e Técnicas de Comunicação, Inteligência Emocional, Organização e Manutenção em Hotelaria, Gestão de Stress e Conflitos, Gestão de Reclamações, Cozinha Criativa, Normas de Limpeza e Manutenção de Andares, Lavandaria, Organização do Serviço de Vinhos, Serviço de Bar e Animação Turística.

Para além destas ações, destaque para a 2.ª edição do curso ‘Hotel Business Management’, dirigido a diretores de hotéis, que contou com 19 formandos num total de 300 horas de formação.

Marta Guerreiro falava no primeiro dia do curso ‘Capitações, Fichas Técnicas, Cartas e Ementas’, para profissionais de turismo, levado a cabo pela Escola de Formação Turística e Hoteleira.

A par desta ação e do total de formações previstas, irão realizar-se mais três cursos durante o mês de setembro, que, face à pandemia de Covid-19, tiveram de ser adiados e que permitem concluir este extenso programa de capacitação dos profissionais do setor do turismo nos últimos anos.

“A escola tem tido um papel preponderante na formação e capacitação de ativos, pelo que todas estas formações representam que estamos a aumentar as competências dos nossos profissionais”, salientou Marta Guerreiro.

Segundo a governante, “estamos a falar de um elevado número de profissionais que tiveram acesso a estas formações, naquele tem sido um objetivo estratégico desta legislatura: a qualificação do destino por via dos recursos humanos”.

“A formação é uma prioridade no setor do turismo, precisamente por ser uma atividade que depende das pessoas e de bem recebermos quem escolhe os Açores como destino de férias”, frisou.

A titular da pasta do Turismo reforçou que “há ainda um longo caminho a percorrer naquela que tem de ser a verdadeira valorização das profissões associadas ao setor”, mas sublinhou que “já foram dados pequenos grandes passos que nos permitem, nos dias de hoje, contar com pessoas mais qualificadas a trabalhar nesta atividade”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO