Governo investe 400 mil € na modernização de infraestruturas agrícolas na Terceira

0
24
GACS

A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, através da IROA, contratualizou cerca de 400 mil euros para a execução de duas obras na ilha Terceira, relativas a abastecimento de água e à construção/beneficiação de um caminho agrícola.

O Governo dos Açores, com mais estes investimentos, prossegue o seu trabalho de modernização das infraestruturas agrícolas públicas, dando mais um contributo para a melhoria das condições de trabalho dos agricultores.

Os investimentos nas infraestruturas agrícolas são essenciais para a redução dos custos de produção das explorações e para garantir a sustentabilidade de uma das principais atividades económicas na Região.

A empreitada de prolongamento da rede de água existente no Caminho dos Três Cantos, cujo contrato já foi assinado, contempla a execução de uma conduta distribuidora, numa extensão de 2.800 metros, e de 30 ramais agrícolas, além da construção de posto de distribuição de água.

A obra, localizada na freguesia da Terra Chã, no concelho de Angra do Heroísmo, vai beneficiar cerca de sete dezenas de explorações, numa área de 461 hectares.

Por seu lado, a empreitada de construção e beneficiação do Caminho Agrícola do Ginjal compreende a colocação de um piso novo ao longo de 2.940 metros, assim como a construção de muros de pedra e de poços absorventes.

Este caminho, localizado no Perímetro de Ordenamento Agrário da Bacia Leiteira do Paúl, beneficia cerca de meia centena de explorações de agropecuária e 235 hectares de superfície agrícola útil.

Este caminho, situado na freguesia do Porto Judeu, assume particular importância porque comunica com quatro caminhos agrícolas, pelo que esta obra vai permitir melhorar as condições de segurança e de trabalho dos agricultores, bem como reduzir custos de produção e aumentar a competitividade.

Em matéria de acessibilidades, está também previsto avançar este ano com a obra do Caminho Agrícola do Mal Farto, localizada no Perímetro de Ordenamento Agrário Altares/Raminho, num investimento de 325 mil euros, que vai beneficiar o acesso de duas dezenas de agricultores às suas explorações, abrangendo 170 hectares de pastagem.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO