Governo dos Açores investe 561 mil euros na beneficiação de caminho rural nas Sete Cidades

0
8
DR

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, em São Miguel, que a obra que o Governo dos Açores vai realizar no caminho rural dos Arrebentões, no concelho de Ponta Delgada, num investimento de 561 mil euros, permitirá responder a três importantes desafios.

“O primeiro grande desafio prende-se com o facto de esta intervenção permitir, desde logo, criar mais e melhores condições de trabalho aos agricultores no seu dia a dia e, por essa via, contribuir para o aumento da competitividade das explorações e para a redução de custos de produção”, referiu João Ponte, que falava na assinatura do contrato da obra de beneficiação daquele caminho rural, localizado na freguesia das Sete Cidades.

Por outro lado, esta intervenção tem uma importante componente ambiental associada, já que, acrescentou o governante, “permitirá solucionar a deposição de material sólido na Lagoa das Sete Cidades, que é arrastado para a massa de água em momentos de condições atmosféricas adversas”.

João Ponte destacou ainda um terceiro desafio, que se prende com a componente turística, já que a freguesia e a própria lagoa são um local turístico de passagem obrigatória, sendo cada vez mais os turistas a passar e a usufruir de caminhos tradicionalmente utilizados por agricultores, pelo que os investimentos que o Governo Regional tem vindo a fazer no âmbito das acessibilidades têm em conta cada vez mais preocupações com a segurança rodoviária.

O Secretário Regional referiu que esta obra resulta do cumprimento de um compromisso assumido pelo Executivo, tanto mais que está em causa “uma daquelas situações que importa responder rapidamente, pela importância que este caminho tem para os agricultores, para a freguesia e, sobretudo, devido à forte inclinação da via, que requer constantes trabalhos de manutenção”.

O Caminho Rural dos Arrebentões, que se estende por cerca de 1.230 metros em área agroflorestal, irá beneficiar cerca de duas dezenas de explorações, numa área de 33 hectares de pastagem e 0,70 hectares de floresta.

O Plano de Investimentos em curso na Região ao nível das infraestruturas agrícolas totaliza cerca de 13 milhões de euros e visa concretizar a estratégia do Governo dos Açores de modernização dos caminhos e de abastecimento de água e de eletricidade às explorações agrícolas, de modo a tornar o setor cada vez mais competitivo, eficiente e rentável.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO