Governo dos Açores pretende fixar professores contratados sucessivamente na Região

0
68
blank

A Secretária Regional da Educação afirmou esta segunda-feira, em Ponta Delgada, ser prioridade do Governo dos Açores a elaboração de um plano para fixar os professores contratados na Região.

Depois de uma reunião mantida com o Reitor da Universidade dos Açores, Sofia Ribeiro garantiu que o objetivo da tutela é “elaborar um plano para depois ser negociado coletivamente, com vista a integrar sucessivamente os docentes contratados nos quadros.”

Em declarações à margem deste encontro, solicitado pelo executivo açoriano, a governante admitiu que “existe falta de professores na Região, de forma geral em todas as ilhas, e em vários grupos de recrutamento”, problema que já se manifesta há alguns anos, sendo uma situação que poderá vir a agudizar-se.

“Estão detetados problemas e insuficiências ao nível dos quadros docentes na Região”, revelou Sofia Ribeiro, destacando que faz parte do Programa do Governo o “estabelecimento de uma parceria com a Universidade dos Açores, num contexto mais alargado de incentivo à fixação de professores na Região.”

“Fica, desde já, o compromisso por parte da tutela de fazer uma atualização das necessidades ao nível dos vários grupos de recrutamento de professores”, garantiu.

Segundo a Secretária Regional, a tutela está a trabalhar “para que possam ser criados novos cursos, mas existem constrangimentos quer a nível da acreditação, quer a nível do timing necessário”, sendo essencial fazer uma “aferição das reais possibilidades de financiamento e de apoio.”

“O interesse do Governo não é apenas criar novas fornadas de formação de professores”, adiantou Sofia Ribeiro, sublinhando que o importante é “formar professores com qualidade”, muito mais bem preparados do que os que estão atualmente no sistema.

Nesse sentido, segundo disse, “é preciso aferir quais são as dificuldades e as necessidades” existentes a esse nível, com vista a implementar um projeto com a Universidade dos Açores no sentido de se “estabelecer um plano para que sejam criados os cursos necessários à formação de docentes na Região.”

Para a titular da pasta da Educação, existem, por outro lado, outras áreas muito interessantes para se trabalhar, “quer ao nível da aferição de apetências dos jovens, quer ao nível da própria formação dos professores e de cursos técnicos superiores.”

Sofia Ribeiro garantiu ainda que é uma prioridade indiscutível para o Governo dos Açores o “estabelecimento de parcerias com a academia açoriana, não só ao nível da educação, mas também nos vários domínios da ciência e do conhecimento.”

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO