Governo Regional apoia atividades do Geoparque Açores nomeadamente a participação nas Redes Europeia e Mundial de Geoparques

0
16
DR-Gacs

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou hoje que o Governo dos Açores continua a apoiar as atividades desenvolvidas pelo Geoparque Açores, através de “projetos de interesse relevante para a promoção e divulgação dos valores geológicos” do arquipélago, com destaque para “a participação nas redes Europeia e Mundial de Geoparques”.

Marta Guerreiro falava, na Horta, na assinatura de um protocolo entre o Executivo açoriano, através da Direção Regional do Ambiente, e o Geoparque Açores, com um apoio financeiro de 35 mil euros.

“O Geoparque Açores tem um papel fundamental na divulgação do património geológico”, incluindo no contexto das redes Europeia e Mundial de Geoparques, salientou Marta Guerreiro, acrescentando que “este protocolo visa dar corpo a um trabalho de continuidade que levamos a cabo com o objetivo de evidenciar a sua relevância, o seu valor cientifico, cénico e educacional, bem como a importância da biodiversidade e do património cultural associados aos geossítios”.

A titular da pasta do Ambiente afirmou que este momento “não foi escolhido por acaso”, frisando que “coincide com o início da Semana Europeia de Geoparques, a qual engloba um conjunto de iniciativas em todas as ilhas, com o objetivo de sensibilizar para a geoconservação e promoção do património geológico”.

A Secretária Regional referiu que “um Geoparque é uma área com um património geológico singular e de relevância internacional, onde existe uma estratégia de desenvolvimento sustentável envolvendo ativamente as comunidades locais, com particular enfoque nas áreas da educação, ciência, cultura e economia”.

O Geoparque Açores, tem o mote ‘9 Ilhas – 1 Geoparque’, estando identificados 121 geossítios, entre os quais 57 que foram selecionados como prioritários para a implementação de estratégias de geoconservação e ações de valorização e de promoção turística dos Açores.

Vulcões, caldeiras, lagoas, campos lávicos, fumarolas, águas termais, grutas e algares vulcânicos, fajãs, escarpas de falha e depósitos fossilíferos marinhos, entre outros, são elementos caraterizadores dos geossítios dos Açores e do património geológico da Região.

Na ocasião, Marta Guerreiro referiu também o apoio da Direção Regional do Turismo para a realização do projeto de promoção turística dos Açores através do Geoparque, “potenciado pelos trabalhos realizados no âmbito da geodiversidade e do património geológico e, sobretudo, pela relevância acrescida da morfologia vulcânica e das manifestações secundárias de vulcanismo, em termos de atratividade turística do arquipélago”.

“O projeto visa a criação de um conjunto integrado de estruturas informativas e interpretativas com vista a valorizar o património natural, cultural e paisagístico existente em geossítios e em locais de interesse geológico do Geoparque Açores e ainda a participação em feiras, reuniões e eventos turísticos, com o objetivo de promover a Região, através do Geoparque Açores”, acrescentou a Secretária Regional.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO