Governo Regional quer limitações à captura de atum bonito

0
14
DR

O Secretário Regional do Mar e das Pescas reuniu-se hoje, em Ponta Delgada, com os armadores da pesca do atum, onde assumiu o compromisso de rever limitações impostas à captura de atum bonito.

“A safra do atum 2021 tem sido marcada por contingências em termos de entrepostos frigoríficos, nomeadamente, as obras que decorrem ainda em Santa Maria, que estamos em crer que a breve prazo estarão concluídas, e também as obras que decorrem na Horta, que só no final de outubro estarão concluídas”, referiu Manuel São João.

Segundo o governante, “a safra do atum na Região Autónoma dos Açores está a ser acompanhada semanalmente pela Secretaria Regional do Mar e das Pescas, através da Direção Regional das Pescas, e pelos diversos parceiros do setor”.

“São públicos alguns constrangimentos na operação deste ano, derivado da falta de disponibilidade de congelação e armazenamento de tunídeos na Região, tendo em conta que, atualmente, apenas os entrepostos de Ponta Delgada e da Madalena do Pico estão operacionais”, disse ainda.

“Esta é uma situação que procuramos ultrapassar”, acrescentou, salientando que, no âmbito do descontentamento manifestado por alguns armadores face às medidas implementadas pela Portaria n.º 91/2021 de 31 de agosto de 2021, “garantimos empenho em encontrar uma solução consensual”.

“O Governo quer ouvir todas as partes por forma a tomar aquelas que julgamos serem as melhores soluções”, assegura Manuel São João.

Nesse sentido, o Governo Regional assumiu o compromisso de que procederá às retificações necessárias, tendo em conta a proposta apresentada, nomeadamente da descarga de oito toneladas por embarcação de entre os 14 e os 19 metros por cada período de quatro dias.

Por outro lado, o governante adiantou que no próximo ano avançam obras no entreposto da Madalena do Pico.

Nesse sentido, “assim que terminar esta safra, vamos começar a pensar na próxima, porque com o entreposto da Madalena em obras, poderão surgir novamente limitações”.

Atendendo à atual capacidade do entreposto de Ponta Delgada e tendo em conta o volume da frota pesqueira em São Miguel, o Secretário Regional frisou a necessidade de, no futuro, se aumentar a capacidade daquela unidade.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO