Investimento de 21 milhões de euros impulsionou o desenvolvimento das zonais rurais nos Açores, afirma João Ponte

0
13
DR/GACS
DR/GACS

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, na ilha de São Miguel, que os 307 projetos aprovados dos quatro Grupos de Ação Local (GAL), no âmbito do programa PRORURAL+, corresponderam a um investimento de 21 milhões de euros, com um financiamento público de 16 milhões de euros, tendo permitido impulsionar o desenvolvimento das zonas rurais nos Açores.

“Estes 307 projetos aprovados foram realizados tanto por entidades privadas como por entidades públicas. Se atendermos apenas ao investimento realizado por entidades privadas foi possível criar 80 postos de trabalho, permitindo, deste modo, fixar mais população no mundo rural”, referiu João Ponte, acrescentando que, deste modo, foi possível também dinamizar a economia, criar novos serviços e aumentar a qualidade de vida nestas zonas.

O governante falava à margem da visita à Quinta da Paródia, na Lagoa, um investimento privado apoiado no âmbito do PRORURAL+ que alia a produção agrícola e animal à vertente da oferta de serviços pedagógicos, recreativos e de lazer.

O Secretário Regional destacou a capacidade empreendedora que os vários projetos de investimentos aprovados denotam, quer sejam promovidos por agricultores ou não, bem como por outras entidades, como IPSS ou autarquias locais.

“Este tipo de projeto permite aproximar as novas gerações do setor agrícola, contribui para despertar nos mais novos o gosto pela terra e pelos animais, ao mesmo tempo que cria um novo polo de atração turística para quem nos visita, pelo que se enquadra na estratégia de desenvolvimento e sustentabilidade do setor”, afirmou João Ponte.

Para além disso, referiu que a abertura das explorações agrícolas a visitas externas contribui para diversificar a sua sustentabilidade económica, ajudar a notabilizar as produções e despertar uma maior consciência cívica para a importância e para o trabalho diário inerente ao setor agrícola.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO