iSimplex: “Já retirámos das filas para tratar do Cartão de Cidadão 30 mil pessoas”, diz ministra

0
20

A ministra da Modernização Administrativa disse à Lusa que as medidas implementadas retiraram das filas para o Cartão de Cidadão “cerca de 30 mil pessoas” e que a Loja do Cidadão de Picoas deverá abrir este mês.

“Com as medidas que lançámos, por um lado, de podermos tratar do Cartão de Cidadão nestes Espaços [do Cidadão] que passaram a ter este serviço e, por outro do ‘online’, já retirámos das filas, digamos assim, cerca de 30 mil pessoas”, afirmou Mariana Vieira da Silva, quando questionada sobre o ponto de situação.
“Doze mil nos Espaços do Cidadão e mais 17 mil tirados ‘online’”, explicou a ministra da Presidência e Modernização Administrativa, a propósito do balanço de um mês do lançamento do iSimplex 2019.
“E isto permitiu o alívio de que falámos quando apresentámos estas medidas no dia 20 de junho, de permitir, no fundo, abrir o maior número de portas possível para que as pessoas possam resolver o seu problema, evitando as filas que se verificaram”, salientou.
Para reforçar a resposta dos serviços do Cartão de Cidadão face à elevada procura nos últimos mês, foram colocadas em prática novas soluções para resolver as longas filas de quem tem de renovar o documento, entre elas a sua renovação ‘online’, que funciona desde 20 de junho.

No primeiro mês da medida, foram efetuados mais de 13 mil pedidos do Cartão de Cidadão por Internet. “Além disso, nos próprios sítios onde havia filas, temos estado desde manhã, antes da loja abrir, a procurar organizar as pessoas”, isto “porque muitas vezes as pessoas estão na fila para serviços diferentes e acabam por ficar, digamos, à espera de outros serviços que estão mais cheios”, acrescentou.
“Estamos a distribuir senhas logo pela manhã, antes de a loja abrir, e isso permitiu descongestionar muito as Lojas do Cidadão”, como também os Espaços e Conservatória dos Registos Centrais, explicou.
A ministra reconheceu, mais uma vez, que se assistiu a um pico de renovações do Cartão do Cidadão, mas considera que com as medidas tomadas “a situação já é hoje muito diferente”.
Além disso, “temos condições para continuar a fazer crescer o ‘online’ e o nosso objetivo é que aquilo que fizemos nos Espaços, em Lisboa primeiro, depois no Porto e no Algarve, possa ser alargado a mais algumas regiões do país, procurando responder a procuras diversificadas de emigrantes, de nacionais, ir aos sítios onde há pressão e procurar ir lá abrir mais portas”, salientou.
“Este é o princípio principal do Simplex, é procurar responder (…) com todas as capacidades, todas as armas”, apontou.
“Todas as medidas que tomámos tiveram um grande efeito, hoje em dia, por exemplo, no concelho de Lisboa, quando o Cartão vai caducar a pessoa já recebe um SMS [mensagem] com uma proposta de agenda. Responde se sim ou não e isso tem permitido melhorar muito a situação”, acrescentou a ministra.
“Neste tipo de problemas, nunca se resolve completamente, o objetivo é responder sempre quando a procura aumenta com capacidade de resposta, e acho que isso temos conseguido fazer”, rematou.
Questionada sobre a abertura da nova Loja do Cidadão em Lisboa, mais concretamente na zona de Picoas, que estava prevista para o primeiro semestre, a ministra disse que acontecerá em breve.
“Teve uma questão de última hora relacionada com obras físicas que foi preciso resolver, mas julgo que durante o mês de agosto certamente abrirá. (…) É uma questão de dias de momento”, afirmou.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO