Marta Guerreiro defende que destino Açores está mais “consolidado devido ao empenho de todos”

0
23
DR

DR

Marta Guerreiro marcou presença numa reunião promovida pela Secretária de Estado do Turismo.

O encontro que decorreu em Vila Viçosa, serviu para fazer um balanço de 2017 e definir prioridades para este ano

No âmbito de uma reunião promovida pela Secretária de Estado do Turismo, a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo garantiu que os Açores, enquanto destino turístico, “têm um posicionamento cada vez mais consolidado devido ao empenho de todos os agentes do setor, nomeadamente no que diz respeito a questões de sustentabilidade”.

Neste encontro, que decorreu em Vila Viçosa e que serviu para fazer um balanço de 2017 e definir prioridades para este ano, Marta Guerreiro, defendeu que “nos Açores, 2017 foi um ano de crescimento e consolidação, encorajando-nos a continuar, com determinação, o rumo de desenvolvimento sustentável, nomeadamente com o desenvolvimento de uma estratégia de medição de indicadores multissetoriais, de auscultação de quem trabalha diariamente neste setor, mas também de todos os Açorianos”.

Segundo a governante os Açores “lideraram os crescimentos de dormidas e de proveitos da hotelaria tradicional de todas as regiões portuguesas, quer em 2015, quer em 2016, numa tendência que se tem vindo a manter”, avançado que, “até outubro de 2017, foram atingidas 1.638.133 dormidas na hotelaria tradicional”, que representa um aumento de 16,3% face ao período homólogo do ano anterior.

“Existem, naturalmente, razões para satisfação com o crescimento do turismo nos Açores, que deve ser visto como gerador de benefícios para todos, Açorianos e turistas”, sustentando, realçando, no entanto, “que este é um crescimento controlado”.

“Não somos, nem queremos ser, um destino de massas”, assegurou Marta Guerreiro.

Marta Guerreiro apontou o processo de certificação dos Açores enquanto destino turístico sustentável como um compromisso do governo. “Não posso deixar de mencionar que este ano marca a decisão de iniciar o processo de certificação dos Açores enquanto destino turístico sustentável, que, para nós, representa um verdadeiro compromisso com o futuro”, salientou.

Neste contexto, adiantou que “só quatro países e nove regiões do mundo” possuem esta certificação, não havendo nenhum arquipélago que a possua, o que fará com que os Açores possam ser “o primeiro arquipélago do mundo com esta distinção”.

Para a titular da pasta em 2018, “a qualificação do destino será um dos desafios mais exigentes, destacando-se como prioridade assegurar mecanismos de requalificação e preservação dos principais espaços com vocação para o recreio e lazer, enquanto locais de interesse turístico, com o propósito de assegurar a sua preservação ambiental e paisagística”, disse

Outra das prioridades será a formação dos recursos humanos, através de parcerias com o IPDT e com a AHRESP, salientou Marta Guerreiro acrescentando que nesta reunião ficou bem patente a importância deste tema, uma vez que os desafios ao nível dos recursos humanos são transversais a todo o território nacional.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO