MiratecArts e Leite Montanha apresentam “ilha dos mistérios”

0
48
DR
Ilha dos Mistérios é uma marca que representa uma versão contemporânea da ilha do Pico para apresentar o novo queijo amanteigado produzido pela Cooperativa Leite Montanha.
O conceito do design “ilha dos mistérios” é da equipa MiratecArts. Liderado pelo diretor artístico Terry Costa, o designer Nelson Lopes e o fotógrafo Pedro Silva, criaram um logótipo, de caráter inovador e moderno que pretende, através da sua imagem atraente, direcionar-se para um mercado mais jovem e desconhecedor dos produtos Leite Montanha, mais conhecida pela Rainha do Pico. A embalagem do “ilha dos mistérios” foi inspirada pelos quatro mistérios e destaca-os: campos de lava basáltica, repositório de inúmeros e diversificados vestígios de atividade vulcânica que caracterizam a ilha. 
 
A embalagem permite conservar e acondicionar devidamente o queijo, ao mesmo tempo que é uma ferramenta de promoção da ilha e da sua história. “O conceito da MiratecArts focou-se em conseguir um design diferenciador e incentivar a Cooperativa Leite Montanha a conseguir também uma embalagem diferenciada, para um queijo que é diferente do que estamos habituados”, explica Terry Costa. “Aplaudimos o trabalho de toda a equipa e apresentamos algo de que temos orgulho. Um produto excelente e diferente apresentados de uma forma inovadora não só para a nossa ilha, mas também para a região.” 

A MiratecArts orgulha-se desta parceria que apresenta um dos melhores produtos do Pico para o mundo e agradece ao presidente da Cooperativa Leite Montanha, Jorge Pereira, pela confiança de trabalhar com artistas açorianos e com uma entidade local. Desde uma fotografia do galardoado fotógrafo picaroto Pedro Silva, a um design inovador de Nelson Lopes, o conceito MiratecArts é atraente, “e espero que incentive os clientes, sejam eles regulares ou novos para os produtos Leite Montanha, a levar para casa o que para mim é o melhor queijo amanteigado dos Açores, o queijo que vem das pastagens dos terrenos de lava dos mistérios e derrete na nossa boca”, concluiu Terry Costa. 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO