MiratecArts recebe o Prémio Açores de Mil Ilhas

0
30
A Associação Dos Emigrantes Açorianos (AEA), com sede no Museu da Emigração Açoriana, na cidade da Ribeira Grande, em São Miguel, apresentou a 1ª edição dos prémios Açores de Mil Ilhas, com a MiratecArts sendo a primeira entidade na região a ser galardoada.
AEA distingue “entidades e personalidades que têm contribuído para a ligação histórica e cultural entre os Açores e as comunidades açorianas”. Entre celebrar os 60 anos do jornal de Montreal, A Voz de Portugal e a personalidade que é o professor/escritor Onésimo de Almeida, a MiratecArts, com sede na Madalena, Pico, e com trabalho nas 9 ilhas dos Açores, e além fronteiras, recebeu o prémio numa cerimónia que incluiu a Embaixadora do Canadá em Portugal, Lisa Rice Madan; o Diretor Regional das Comunidades, José Andrade; e o Presidente da AEA, Rui Faria, na Praça do Emigrante, um local já icónico na Ribeira Grande.
“Pela sua elevada dedicação para a divulgação dos Açores como lugar único na promoção das artes e, através das suas iniciativas, permitir uma ligação dos Açores com as nossas comunidades açorianas na Diáspora, atestamos o Prémio Açores de Mil Ilhas à MiratecArts”  disse, assim, o certificado do prémio atribuído pela Associação Dos Emigrantes Açorianos à MiratecArts.
Terry Costa, fundador e presidente da MiratecArts, já em preparos para lançar a temporada #10 de programação nos Açores, no discurso da apresentação destacou a importância de trabalhar em rede e a necessidade de mais investimento na cultura artística “para que quem venha daqui a centenas de anos, saiba que nós estivemos aqui.”
Artistas açorianos podem se juntar à MiratecArts através do registo online na plataforma www.discoverazores.eu e assim fazer propostas para participar nos seus projetos.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO