Não nos devemos deixar reduzir a números…!

0
6
TI

Numa geração que se apregoa ser a mais qualificada e capaz de sempre, urge dotar o sistema de emprego com ferramentas melhoradas de apoio e incentivo aos mais jovens. Após o término do ciclo de estudos, os jovens têm a oportunidade de dar início à sua carreira profissional, conjugando a oportunidade de aplicar na prática os conteúdos e conhecimentos aprendidos e trabalhados ao longo do percurso académico à aprendizagem contínua e supervisionada conseguida em contexto de estágio. Esta primeira abordagem profissional, se conseguida com sucesso, é muito importante para a eficaz e sustentável inserção dos jovens no mercado de trabalho, atendendo à experiência que podem ganhar e às ferramentas que melhor os preparam para os próximos desafios.
Apesar de nos últimos tempos serem muitos os estágio oferecidos aos jovens, assisti-se a uma tentativa de subversão dos objetivos, colocando os jovens, em muita das vezes, em situações precárias. De certo todos nós temos um amigo, ou até mesmo um familiar que em pleno ambiente de estagio, relata a falta de desenvolvimento de tarefas referentes à sua área de formação, chegando até mesmo a realizar tarefas que muitos não querem realizar.
Mostra-se assim fundamental uma melhor fiscalização e também monotorização no terreno bem como, uma definição dos objetivos garantido transparência nos resultados obtidos.
Não foi isto que nos foi prometido, não é isto que merecemos, não é para isto que estudamos, não é assim que vamos poder preparar o nosso futuro, não é desta forma que contribuiremos para o lugar que nos viu nascer e crescer! Se as condições do vosso estágio são abusivas, diferentes do que aceitaram na vossa candidatura, denunciem. Denunciem pela melhoria do vosso futuro e do futuro daqueles que se candidatarão.
No Parlamento Europeu, a Euro-deputada Sofia Ribeiro, aquando da aprovação do Relatório que discute a execução da Estratégia da União Europeia para a Juventude, na Comissão do Emprego e Assuntos Sociais, entre outras propostas que contaram com a colaboração da JSD/Açores, defendeu a necessidade de uma plataforma de denúncias. Esta é não só uma ferramenta enriquecedora, é o caminho para dar voz aos jovens, para que não se resignem e lutem sempre pelos seus direitos. Um estágio é uma oportunidade para maximizar todas as capacidades, pondo à prova todos os conhecimentos e aprendizagens, contribuindo também para o alavancar do progresso. Por isso não nos devemos deixar reduzir a números!

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO