Natal a Dançar – Teatro Faialense com lotação esgotada

0
9

Decorreu na tarde de ontem, dia 14 de dezembro, mais uma ação do programa Natal com Tradição, que fez encher o auditório do Teatro Faialense de calor humano e muita música.

O Natal a Dançar é uma iniciativa da Câmara Municipal da Horta e da UrbHorta que tem como objetivo proporcionar uma tarde à população faialense inteiramente dedicada à dança. Deste modo, à semelhança do ano passado subiram ao palco a maioria dos grupos de dança da ilha.

Os primeiros a subir ao palco foram as meninas do Centro de Ioga e de Meditação do Faial e do Pico, da professora Janete Chaves. Vestidas de elfos da floresta trouxeram a magia da mãe natureza a todos os presentes.

De seguida, o público presente deliciou-se com uma adaptação do filme natalício “O Monstro Grinch” que ficou a cargo do grupo de hip hop do ginásio Go Gym, de Lisa Medeiros. Foram cerca de 20 minutos de música e dança, onde a magia e a ilusão também estiveram presentes com o uso de luzes negras.

O tango argentino também marcou a sua presença com a dupla Érica e Paulo Gonçalves.

O ginásio do Go Gym voltou a subir ao palco, mas desta vez com as alunas da aula de jump, acompanhadas pelas instrutoras Lénia Estrada e Ana Pereira.

Os dois momentos que se seguiram foram proporcionados pela Casa de Infância de Santo António, no âmbito da ocupação de tempos livres do jardim de infância e da escola. A professora responsável pelas coreografias infantis alusivas a esta quadra foi Paula Sousa.

Também houve tempo para a Dança Contemporânea, Beatriz Oliveira, encheu o palco com sete meninas entre os 7 e 15 anos.

A professora Paula Sousa voltou a ser a responsável por outro momento. Desta feita, subiu ao palco o Grupo de Dança do Grupo Desportivo Escolar da Horta.

A Zumba Unânime Dance, da instrutora Mónica Nunes, apresentou aos presentes o “Natal Robótico”, em que ritmo foi o que não faltou nesta coreografia.

O grupo seguinte também foi de zumba. A Instrutora Raquel Raposo apresentou um mix de músicas de Natal muito dinâmico, em que o público pôde ver dançado alguns dos clássicos desta quadra.

A penúltima atuação da noite foi dos Be For Dance, o grupo de hip hop do ginásio Corpuseven.

A terminar este “Natal a Dançar” estiveram as meninas da APADIF com coreografia, seleção musical e um guarda roupa muito especial, totalmente dedicados à época.

Somando sucessos ano após ano com esta iniciativa, a quadra natalícia fez nascer um hábito que começa a transformar-se numa verdadeira tradição.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO