O não assunto que virou assunto

0
31
Salomé Matos

A vacinação contra a COVID 19 surgiu em todo o mundo como uma resposta central e de reforço, a par das medidas já existentes, tendo como objetivo prevenir o surgimento de doença grave e das suas consequências reduzindo a pressão exercida sobre o sistema de saúde evitando o seu colapso. Os Princípios Orientadores da Vacinação nos Açores contra a Covid 19 foram a seu tempo estabelecidos e bem difundidos tendo sido amplamente compreendidos pela população. Universalidade, gratuitidade e acessibilidade foram palavras de ordem. O estabelecimento dos grupos prioritários obedeceram não só a critérios clínicos como também privilegiaram os grupos mais vulneráveis e/ou mais expostos no contexto de pandemia. A opção de vacinar por faixas etárias decrescentes permitiu-nos chegar rapidamente a todos os maiores de 12 anos.

A discussão em torno da vacinação das crianças e adolescentes arrastou-se no tempo, por todo o mundo, resultado da divisão que se instalou entre pais, pediatras e mais ou menos peritos na matéria, mas finalmente vimos reunidas as condições para que esta vacinação aconteça nos Açores tal como decorreram as fases anteriores de forma organizada, prudente e segura.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura