O orçamento a falar mais alto do que a saúde

0
7
TI
TI

Foram conhecidas esta semana as orientações da Direção Regional da Educação (DRE) para o próximo ano letivo.
Surpreendentemente essas orientações não foram apresentadas publicamente pela DRE ou pelo Governo Regional. Numa altura em que o Governo se desdobra diariamente num carnaval de inaugurações de obras já em funcionamento, de apresentações de projetos já apresentados, de anúncios de novas pedras da calçada, seria de esperar que algo tão importante como as regras para o próximo ano letivo merecessem, pelo menos, uma notinha no GACS. No entanto, nada.
Milhares de alunos, pais e encarregados de educação, professores, funcionários não docentes aguardavam por estas orientações. A esmagadora maioria dos açorianos e açorianas. No entanto, o Governo Regional considerou que é mais importante fazer uma inauguração pública de um parque de estacionamento. São prioridades.
No entanto, ao lermos o documento enviado às escolas percebe-se o motivo pelo qual o Governo quis que estas orientações passassem despercebidas.
Sendo impossível neste espaço fazer uma análise completa do mesmo, centrar-me-ei num aspeto essencial.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO