O que se pretende com os próximos fundos comunitários? “Convergência Social”, responde Bolieiro

0
28
blank

Rui Paiva

1.140 milhões de euros. É o valor total do envelope financeiro enviado de Bruxelas para a região para o período 2021-2027. É o próximo Quadro Comunitário de Apoio ou Quadro Financeiro Plurianual ou Programa Operacional (PO). Os nomes têm mudado ao longo dos anos, apesar da intenção ser a mesma. O Governo Regional designou-lhe agora “Açores 2030” e o presidente José Manuel Bolieiro foi ao parlamento explicar o que se pretende fazer com mais uma remessa de fundos comunitários.

“Deste PO Açores 2030, que pretendemos que seja um importante contributo para uma agenda de convergência dos Açores e que apresenta uma dotação de 1.140 milhões de euros do qual cerca de metade, 561 milhões de euros, é dedicado a uma agenda para a convergência social dos Açores”, afirmou Bolieiro, definindo como centrais as áreas da “educação”, “saúde” e “inclusão social”.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura