Os negacionistas

0
15

Ainda antes da pandemia de covid-19 já havia algumas pessoas anti-vacinas. Umas por razões religiosas, outras por não acreditarem na ciência e outras por considerarem que o risco não compensa. A este grupo de pessoas chama-se, habitualmente, “os negacionistas”.

Acontece que, com muitas vacinas, não se pretende apenas limitar a probabilidade de apanhar uma determinada doença, mas também evitar que ela se propague. A vacina para o tétano evita contrair uma doença, mas a vacina contra a varíola, enquanto existiu, pretendeu e conseguiu evitar a propagação da doença até à sua erradicação. A varíola, uma terrível doença, deixou de existir porque houve uma ação global de vacinação bem-sucedida. Tal como aconteceu com a varíola, também a peste bovina, neste caso uma doença animal, desapareceu vítima das vacinas.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO