Parlamento aprova protesto contra Governo da República por incumprimento do protocolo com a Universidade dos Açores

0
26
DR/PSD
DR/PSD

O parlamento dos Açores aprovou por unanimidade um voto de protesto do PSD ao Governo da República pelo incumprimento do compromisso firmado há um ano com a Universidade dos Açores, sob patrocínio do Governo Regional, e pelo contínuo subfinanciamento daquela instituição de ensino superior.

“A Universidade dos Açores (UAc) é um dos pilares do desenvolvimento regional e um instrumento fundamental na consolidação do nosso sistema autonómico”, afirmou o deputado social-democrata Joaquim Machado, na apresentação do voto de protesto.

“Mas a sua especificidade, relevância científica e social, raramente foram entendidas e reconhecidas pela República, que a tutela”, adiantou, lembrando que “a tripolaridade e os custos acrescidos da insularidade foram, e ainda são, entraves ao seu crescimento”.

Joaquim Machado sublinhou que, “embora a Região colabore com a UAc, para minorar os efeitos do subfinanciamento”, é inaceitável o que aconteceu há um ano, “quando o Presidente do Governo Regional chamou a si a resolução do problema, convocando o ministro da Ciência e Ensino Superior para vir aos Açores”.

“De facto, o Governo da República pareceu querer compreender e responder positivamente à solicitação de reforço financeiro para a Academia Açoriana, comprometendo-se a alocar 4,8 milhões de euros para o período de 2020 a 2023”, recorda.

“A visita compulsiva do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior à Região foi então muito saudada por alguns setores políticos, que logo trataram de lançar foguetes e chamar os jornalistas para exibir um troféu político”, acrescentou.

“Mas tudo não passou de um episódio da pré-campanha eleitoral, já que, passado um ano, resta apenas essa encenação mediática em que foram protagonistas o ministro Manuel Heitor e o antigo Presidente do Governo Regional”, criticou Joaquim Machado.

“Passado um ano, mantêm-se todas as dificuldades financeiras na UAc, que não recebeu qualquer verba dos milhões prometidos”, pelo que “é altura de denunciar esta inqualificável atitude centralista, que é também de desrespeito para com a nossa Universidade e para com a Autonomia”, reforçou o social democrata.

Para Joaquim Machado, “é chegada a hora do nosso Parlamento estar mais uma vez ao lado da Universidade e do verdadeiro interesse dos Açores”, concluiu.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO