Parlamento Europeu divulga primeira projeção de resultados globais depois das 22:15

0
5

A primeira projeção de resultados globais das eleições europeias de 26 de maio será revelada às 23:15 em Bruxelas (22:15 em Lisboa), indicou hoje o Parlamento Europeu, que apresentará o apuramento inicial de resultados três horas antes. A pouco mais de uma semana da noite eleitoral que culminará quatro dias de escrutínio nos 28 Estados-membros, o serviço de imprensa da assembleia europeia revelou o ‘plano’ horário detalhado para 26 de maio.
A primeira projeção de resultados globais do Parlamento Europeu (PE) acontecerá aproximadamente às 23:15, com base nos resultados provisórios oficiais em 18 países, projeções de outros oito, incluindo Portugal, e nas intenções de voto no Reino Unido e Letónia.
A noite mais longa em Bruxelas, que representará, como vincou o porta-voz da assembleia europeia, Jaume Duch, o início de um novo ciclo político, arrancará às 18:00 (17:00 em Lisboa), com a divulgação das primeiras sete projeções nacionais, e terá o seu primeiro ponto alto às 20:15 locais, quando será apresentada a primeira agregação de resultados para a composição do novo hemiciclo.
A distribuição dos 751 assentos será feita consoante os oito grupos existentes e respeitando a sua composição atual. Os partidos que não pertencem a qualquer grupo serão apresentados na categoria ‘outros’ — o que acontecerá, por exemplo, com o República em Marcha, do presidente francês, Emmanuel Macron – e aí permanecerão até o PE ter notificação formal sobre o grupo que o partido irá integrar.
Só a partir das 23:15 locais o PE divulgará os assentos conquistados por cada partido em cada Estado-membro.
As projeções para Portugal, compiladas pelo PE, serão conhecidas às 21:00 (20:00 em Lisboa), sendo expectável uma atualização ao longo da noite, com os resultados oficiais a serem divulgados durante a madrugada/manhã.
Jaume Duch realçou que “o PE fez um esforço sem precedentes para sensibilizar as pessoas a votar” e que cada sondagem realizada nos últimos meses tem demonstrado que “a maioria dos cidadãos acredita que a integração na UE é algo positivo para os seus países”.
As eleições europeias decorrem entre 23 e 26 de maio, variando a data consoante os Estados-membros, uma vez que cabe aos Governos nacionais fixar o dia de realização do escrutínio.
A Holanda e o Reino Unido são os primeiros Estados-membros a ir a eleições, no dia 23, seguindo-se a Irlanda (24), Letónia, Malta e Eslováquia (25), enquanto na República Checa o voto se prolonga por dois dias, entre 24 e 25 de maio.
Todos os outros Estados-membros, incluindo Portugal, escolheram o último dia do período eleitoral para a ida às urnas.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO