Parque Eólico do Salão deverá entrar em funcionamento em 2012

0
25

O novo parque eólico que a EDA pretende instalar no Faial, na zona da Quebrada, freguesia do Salão, deverá entrar em funcionamento no próximo ano. A informação foi avançada pelo presidente da eléctrica açoriana, Roberto Amaral, durante a cerimónia de assinatura do contrato de fornecimento dos aerogeradores, que decorreu ontem, no Faial.

O equipamento foi adjudicado pela Empresa de Electricidade e Gaz, do Grupo EDA, à espanhola VESTAS. O projecto prevê a instalação de cinco aerogeradores, com 850 kW de potência unitária, que permitirão produzir anualmente cerca de 11 GWh de energia, o que representa 20% da produção total da ilha.

Trata-se de um investimento na ordem dos 6,5 milhões de euros, que compreende, para além do fornecimento e montagem dos aerogeradores, os trabalhos de construção civil, como a construção dos maciços, das plataformas, dos caminhos de acesso e a ligação em média tensão à rede.

A VESTAS esteve representada na assinatura do contrato pelo seu director em Portugal, Mário de Gaviria, que se mostrou entusiasmado com este desafio para a empresa espanhola, uma vez que o novo parque eólico da ilha do Faial será dotado da tecnologia mais moderna actualmente no mercado.

Roberto Amaral salientou ainda o facto desta nova infra-estrutura ir ser instalada num local com bons recursos eólicos, que permitirá optimizar a produção de energia.

A instalação do novo parque eólico permitirá o desmantelamento do parque da Lomba dos Frades, na Praia do Almoxarife, cujos aerogeradores deverão ser encaminhados para as ilhas de Santa Maria, Graciosa e Pico. Este parque foi instalado no ano de 2002, no entanto nunca produziu de acordo com a sua capacidade máxima, uma vez que o ruído dos aerogeradores em funcionamento motivou várias reclamações da população residente nas proximidades., o que fez com que a EDA se visse obrigada a desligá-los durante a noite.

O plano de investimento da eléctrica açoriana para os próximos 5 anos ascende aos 270 milhões de euros, dos quais 100 se destinam às energias renováveis.

PARQUE EÓLICO DA LOMBA DOS FRADES O parque da Praia do Almoxarife será desmantelado

Roberto Amaral contesta avaliação das agências financeiras

Questionado sobre o futuro da execução do plano de investimentos da EDA, tendo em conta a actual conjuntura financeira nacional, o presidente da eléctrica açoriana mostrou-se optimista no seu cumprimento. Roberto Amaral contestou a sucessiva descida do rating das empresas públicas, arrastadas pela própria descida do rating da região e do país, entendendo que a avaliação das agências financeiras internacionais é “injusta”, e não reflecte a real condição financeira da EDA.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO