Pavilhão para pescadores de Rabo de Peixe prepararem aparelhos de pesca estará concluído em outubro

0
8

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia afirmou hoje que é com o “objetivo muito concreto” de garantir melhores condições de trabalho aos pescadores de Rabo de Peixe que está a ser construído um pavilhão, que lhes vai permitir “preparar as artes de pesca com outras condições de conforto e segurança”.

 

Gui Menezes salientou que se trata de um compromisso assumido pelo Presidente do Governo quando visitou, em fevereiro, este porto de pesca de São Miguel, “que está agora a ser cumprido”, acrescentando que o pavilhão estará concluído em outubro e representa um investimento de cerca de 170 mil euros.

 

“No próximo inverno, os pescadores de Rabo de Peixe já terão condições melhoradas para se preparem para sair para o mar, uma vez que deixarão de estar sujeitos às condições climatéricas”, disse.

 

Gui Menezes falava no lançamento da campanha ‘Consuma Pescado dos Açores’, cerimónia que foi presidida pelo Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, a que se seguiu uma visita à obra de construção do pavilhão de apoio no Porto de Pescas de Rabo de Peixe.

 

“Este momento é um bom exemplo das várias componentes que constituem as políticas públicas de apoio às pescas nos Açores”, disse Gui Menezes na sua intervenção, referindo-se à campanha de promoção do consumo de pescado açoriano e à “aposta em infraestruturas de apoio” ao setor, como é o caso da construção do pavilhão de apoio aos pescadores de Rabo de Peixe.

 

Segundo o Secretário Regional, “estas duas componentes, a par com o investimento feito na formação dos marítimos, têm o mesmo objetivo de criar melhores condições para que a atividade da pesca gere mais rendimento a quem se dedica a esta profissão”.

 

Gui Menezes referiu que a nova campanha de incentivo ao consumo de pescado açoriano surgiu como “mais uma resposta a um momento muito desafiante para o setor, devido à pandemia que condicionou – e continua a condicionar – os principais mercados importadores do nosso pescado, assim como a normal atividade hoteleira e de restauração, e que tem implicações diretas na atividade da pesca e no escoamento do nosso pescado”.

 

A campanha ‘Consuma Pescado dos Açores’, que conta com a parceria da Federação das Pescas e da Associação de Comerciantes de Pescado dos Açores, consiste na divulgação de informação em suporte papel, através de desdobráveis e autocolantes, e da criação de um código ‘Quick Response’ com informação sucinta sobre a pesca, sobre os benefícios do consumo de pescado açoriano e com informações sobre a forma de avaliar a frescura do peixe.

 

Há também uma vertente ligada à conservação dos recursos piscícolas, através do incentivo à diversificação do consumo de espécies.

 

Na sua intervenção, o titular da pasta das Pescas destacou alguns resultados das medidas e investimentos que têm vindo a ser implementados no setor, nomeadamente o aumento de 21 por cento do valor do pescado descarregado em lota nos últimos cinco anos, que representa mais de 150 milhões de euros que foram transacionados, e o aumento do preço médio do pescado em primeira venda, que duplicou de cerca de dois euros para cerca de quatro euros por quilo.

 

“Desta forma, estamos a cumprir o objetivo, não de pescar mais, mas de vender melhor e valorizar o nosso pescado”, frisou Gui Menezes.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO