PCP / Faial – Pelo falecimento de Luís Carlos Decq Mota

0
106
DR

A Comissão de Ilha do PCP Faial manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento do Camarada Luís Carlos Decq Mota, no passado dia 2 de agosto, vítima de doença súbita.
Nesta hora de consternação, o PCP Faial lembra as extraordinárias qualidades pessoais e profissionais de Luís Carlos Decq Mota, reconhecidas por toda a comunidade.

Licenciado em Medicina pela Universidade de Coimbra, em novembro de 1974, prestou Serviço Médico à Periferia em Santa Comba Dão, tendo concluído o Internato de Obstetrícia no final de 1981. Prestou serviço nos Hospitais da Universidade de Coimbra. A sua carreira de 35 anos no Hospital da Horta teve início em 1982, destacando-se pela sua dedicação e entrega ao serviço de obstetrícia do hospital da ilha do Faial.

A sua conhecida paixão pelo mar e pela vela começou desde tenra idade. Após o regresso ao Faial, foi presidente do Clube Naval da Horta (CNH) de 1984 a 1987. A ligação ao Clube, do qual era sócio honorário, foi constante, tendo estado ligado quer às atividades do dia a dia do clube quer aos órgãos sociais. Presentemente, era membro do Conselho Geral do CNH.
Era antigo atleta da modalidade de hóquei em patins e sócio do Fayal Sport Club.
Nasceu em São Miguel a 11 de julho de 1948, filho do doutor Luís Carlos Decq Motta, e de Maria Elisa Bicudo Decq Mota. Casado com Maria da Graça Freitas Decq Mota, teve três filhas – Sofia, Ana Paula e Graça – e três netos. Era irmão de Maria Leonor, José, Maria Elisa, João e António, membros de uma numerosa e unida família.
Foi um militante ativo do Partido Comunista Português. Atualmente era membro da Comissão de Ilha do PCP Faial, onde a sua contribuição para a atividade política e o trabalho do PCP na Ilha do Faial era feita de uma forma intensa e dedicada.
No âmbito da atividade política, concorreu à presidência da Câmara Municipal da Horta em 1984 e integrou, ao longo de vários anos, listas para disputar eleições à Assembleia da República, à Assembleia Regional e também a outras eleições autárquicas.
O camarada Luís Carlos Decq Mota foi um homem digno, um médico que serviu de forma desprendida a sua comunidade, um cidadão envolvido e atuante na vida social, desportiva e política da sua ilha e da Região. Um militante implicado na luta por uns Açores mais desenvolvidos e justos.

Luís Carlos Decq Mota fica na memória dos seus amigos como um ícone do homem bom, como uma referência para os profissionais e utentes dos serviços públicos de saúde e um exemplo de cidadão íntegro e comprometido com a sua terra.
Neste momento de consternação e pesar, em que as palavras não traduzem o sentimento de perda, pelo falecimento do camarada Luís Carlos Decq Mota, a Comissão de Ilha do PCP Faial apresenta à família enlutada as mais sentidas condolências.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO