PCP quer ligação marítima regular entre as ilhas do Grupo Oriental

0
6

O PCP apresentou esta semana, no decorrer dos trabalhos parlamentares de setembro, uma proposta com vista a criar uma ligação marítima regular entre a ilha de São Miguel e a Ilha de Santa Maria.

Na sua intervenção, durante o debate Anibal Pires lembrou que esta é a quarta vez que o PCP traz esta proposta ao Parlamento. “Fizemo-lo em 2012, 2013 e 2015 e de todas as vezes, a maioria absoluta do PS a chumbou, comprovando, como temos dito, que se tornou o principal obstáculo ao desenvolvimento e ao progresso dos Açores”.

No entanto, o PCP não desiste desta luta. “Insistimos e insistiremos nesta proposta quantas vezes forem necessárias, não por teimosia, mas porque é uma medida útil para a economia das ilhas do Grupo Oriental, necessária e urgente para o desenvolvimento de Santa Maria e para quebrar o seu isolamento e porque é uma proposta que, inevitavelmente, se vai tornar realidade, seja ou não concretizada por um governo regional do PS”, afirmou convicto o líder do PCP.

A proposta acabou uma vez mais por ser chumbada, mas para Pires essa posição “só servirá para aumentar o vosso incómodo quando, no futuro próximo, chegar a altura de terem de a aprovar!”, referiu.

Segundo o deputado “esta ligação vai ser uma realidade”, a lamentar é “o tempo que estamos a desperdiçar”. Anibal Pires reconhece que a proposta tem custos, mas no seu ponto de vista, “muito maiores são os custos de não se criar esta ligação, mais caras para o erário público e para as empresas são as oportunidades de desenvolvimento quer se estão a perde”, disse.

A este respeito o deputado lembra, que foi criado “um grupo de trabalho, no âmbito da secretaria Regional do Turismo e Transportes, com a missão de realizar os estudos prévios necessários e formular recomendações para a definição da tipologia, dimensões e modelo de aquisição de um navio adequado para estabelecer esta ligação”, por isso entende que, “não estamos a tomar uma decisão sem fundamentação, não estamos acrescentar à despesa pública sem ponderação”. “Estamos a decidir, sim, que esta ligação é importante, que é útil e a dar o primeiro passo no sentido de a tornar realidade, compatibilizando-a não só com os serviços marítimos e aéreos que já existem, como também com a capacidade financeira da Região”, acrescenta Pires.

A concluir o deputado defendeu que a proposta apresentada pelo partido permite ver “quais são os partidos que acham que as duas ilhas, São Miguel e Santa Maria, devem desenvolver-se em estreita ligação, aproveitando as sinergias que a sua proximidade pode gerar, repartindo proporcionalmente os frutos do progresso e do desenvolvimento? E quais são os partidos que vêm Santa Maria apenas como uma ilha periférica, adjacente, mera colónia de férias que não vale a pena desenvolver e na qual não vale a pena investir e para a qual as ligações de verão são suficientes?”, disse.

Lembrando a aproximação do ato eleitoral, o deputado afirmou que: “quando forem em campanha eleitoral pedir o voto dos habitantes destas duas ilhas, não se esqueçam de lhes explicar porque é que acham que esta ligação não é necessária ou, se for esse o caso, que estão arrependidos e que na próxima legislatura vão mudar o vosso sentido de voto e aprovar a proposta que o PCP aqui irá trazer outra vez!”.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO