Portugal vai a votos 30 de janeiro

0
4

O chumbo do Orçamento de Estado (OE) para 2022 conduziu à dissolução da Assembleia da República (AR) e à marcação de Eleições Legislativas nacionais para 30 de janeiro. O uso da “bomba atómica” por Marcelo Rebelo de Sousa foi anunciado a 4 de novembro, após o fecho da nossa última edição, e veio confirmar o que a figura máxima do Estado havia prometido.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO