Poupança de energia com o ar condicionado: conselhos e uso eficiente

0
40
DR/Selectra

Por: Gonçalo Henriques dos Santos – Selectra

Com a chegada do calor, aumenta a preocupação constante de quanto será a conta da luz devido ao uso do ar condicionado. Para evitar esta situação, no artigo de hoje, a Selectra dá-lhe alguns conselhos para poupar nas suas contas com um consumo eficiente e o aparelho mais económico.

Quanta luz gasta o ar condicionado?

O ar condicionado é um aparelho elétrico comum em grande parte das casas. A sua utilização, sobretudo nos meses de verão, leva a um aumento significativo da fatura de eletricidade, algo que pode ser evitado quando exista um consumo eficiente.

Durante os meses de verão, o consumo de eletricidade aumenta devido ao uso destes sistemas. Na verdade, pode aumentar para mais de 140 quilowatts-hora (kWh) por mês se, em média, o utilizador tiver o ar condicionado ligado entre 7 e 8 horas por dia.

No entanto, se for feito um consumo eficiente, o gasto com o uso do ar condicionado não será tão alto. Por isso, é importante seguir uma série de dicas para evitar surpresas na conta de luz.

Dicas e truques para poupar no consumo do ar condicionado

O ar condicionado pode aumentar o consumo de energia elétrica se o seu uso não for eficiente. É muito importante ter em mente que o uso indevido deste dispositivo pode levar a um aumento de 8% na conta de luz.

Para fazer um bom uso deste eletrodoméstico, é importante seguir uma série de dicas ou truques com os quais pode desfrutar de uma temperatura agradável realizando um consumo com eficiência:

  1. Etiqueta de eficiência energética:

Ao adquirir um sistema de ar condicionado, é importante que o utilizador verifique a sua etiqueta de eficiência energética. A melhor opção é optar pelo que tem a etiqueta A. Recorde que os eletrodomésticos mais eficientes estão identificados com a etiqueta A das classes energéticas, sendo a mais eficiente.

Os aparelhos com esta classificação têm preços mais altos do que aqueles com uma classificação energética menos eficiente (letra G). Portanto, não vale a pena poupar no aparelho quando, a longo prazo, vai custar mais em termos de consumo.

  1. Temperatura média:

É aconselhável definir uma temperatura entre 20 e 25 graus no verão e 20 e 22 graus no inverno. Acima desta temperatura, o ar condicionado começará a consumir mais eletricidade. Isso fará com que a conta de luz aumente entre 6 e 8%.

A temperatura não é apenas a ideal se falamos de consumo, mas também é a melhor para a saúde dos utilizadores. É importante mencionar que a diferença entre a temperatura exterior e a da casa não deve ser superior a 12 graus.

2. Programe o ar condicionado:

Uma das opções para poupar na conta de luz é programar o ar condicionado para que se desligue, principalmente à noite. Dormir com o ar condicionado não é a melhor opção, mas se o utilizador optar por isto, é melhor programar os horários de funcionamento para evitar o consumo excessivo.

É aconselhado ativar o modo ‘Eco’. Muitos dos sistemas de ar condicionado já incluem este modo, e graças a isto, a poupança no consumo pode chegar aos 30%.

  1. Instalação:

Ao instalar o ar condicionado é muito importante definir onde o aparelho será colocado. Evite colocá-lo em áreas onde os raios do sol incidem diretamente. É preferível colocá-lo num local com sombra.

  1.   Manutenção:

Como todos os eletrodomésticos, o ar condicionado também precisa de manutenção. Manter o equipamento de ar condicionado em boas condições é simples, bastará limpar os filtros pelo menos uma vez a cada 12 meses. A limpeza pode ser feita com água e qualquer produto de limpeza. Os filtros não podem ser colocados até que estejam completamente secos.

  1.  Isolamento da casa

Ter uma casa com bom isolamento é, talvez, a recomendação mais importante. As portas e janelas devem estar bem vedadas pois garantirá que a temperatura gerada pelo ar condicionado se mantenha, sem que o frio ou o calor entrem no imóvel.

Que ar condicionado devo instalar na minha casa?

Atualmente, no mercado existem diferentes tipos de ar condicionado. Cada um deles tem uma instalação, potência e funcionamento diferentes.

Os tipos de ar condicionado que podemos encontrar são:

  1. Ar condicionado portátil

Este tipo de ar condicionado não requer instalação prévia. Normalmente, a única instalação que tem é um tubo que vai do aparelho para o exterior através de uma janela. Este equipamento é mais ruidoso que outros e apesar de ser mais barato, o seu funcionamento é menos eficiente.

  1. Split

O ar condicionado split é o sistema mais comum e mais barato do que os que serão referidos mais à frente. É fácil de instalar, pois é composto por uma unidade externa com compressor e uma unidade interna que pode ser instalada na parede ou no teto. É um dispositivo silencioso.

  1. Multislip

Difere do anterior porque com uma única unidade exterior podem funcionar até 8 unidades interiores. Estes ares condicionados têm grande potência e são adequados para casas com mais de 80 metros quadrados e mais de três divisões. Apesar da instalação ser semelhante à dos splits, diferem pelo fato de as unidades internas funcionarem individualmente. Assim, pode acender quantos precisarem, não sendo necessário acender todos.

  1. Ar condicionado canalizado:

Este tipo de ar condicionado requer uma instalação mais complexa através de um tecto falso. Normalmente, podemos encontrá-lo em casas recém-construídas. Tem uma potência maior e oferece um ótimo desempenho em termos de climatização.

Um ar condicionado com tecnologia inverter é mais barato?

 A tecnologia Inverter oferece ao utilizador mais conforto de temperatura constante com um baixo consumo de energia. Os sistemas inverter possuem maior e mais preciso controlo de temperatura e podem chegar a poupar entre 25 e 50% de energia.

O funcionamento dos sistemas inverter é simples, o compressor (motor do aparelho) não desliga quando atinge a temperatura desejada, ficando em constante funcionamento mantendo uma temperatura ideal.

Como poupar eletricidade no verão?

O consumo de luz no verão é muito maior do que no resto do ano. Isso, em parte, deve-se ao uso de eletrodomésticos para combater as altas temperaturas dos meses de verão.

Reduzir o consumo de eletricidade no verão é possível seguindo uma série de dicas como estas:

  1. Manter uma temperatura estável (ar condicionado)
  2. Uso de ventiladores: o seu consumo elétrico é inferior ao do ar condicionado.  O local onde é colocado é muito importante, pois deve ficar no lado oposto de portas ou janelas
  3. apagar o ar condicionado e o ventilador se sairmos de casa
  4. Aproveite as primeiras horas do dia para ventilar a casa. A temperatura pode baixar até dois graus.
  5. Eletrodomésticos como computadores, televisores ou carregadores de todos os tipos emitem muito calor. É melhor desligá-los quando não estiverem em uso.
  6. Baixe a temperatura da água do sistema de aquecimento.
  7. Optar por aparelhos com uma etiqueta energética A.
  8. Efetuar a manutenção adequada da instalação e do equipamento

Além de todas estas dicas para gastar menos luz no verão, é importante que o imóvel tenha um bom isolamento, pois isso evitará que o frio saia e o calor entre. Gerar uma temperatura de conforto graças ao ar condicionado ou ventilador não é tão importante quanto mantê-la, daí a importância do isolamento.