Presidente da Câmara defende número de voos e de lugares adequados às necessidades do Faial

0
0
blank
dr

O Presidente da Câmara Municipal da Horta pretende que “o número de voos e de lugares corresponda às reais necessidades do Faial e da mobilidade da sua população”.
A mensagem foi transmitida na reunião realizada, esta tarde, nos Paços do Concelho, com a Câmara do Comércio e Indústria da Horta.

Para Carlos Ferreira, isto aplica-se nos voos territoriais entre a Horta e o continente português, evidenciando a urgência de se verificar também nos voos inter-ilhas.
“Nas ligações inter-ilhas têm se registado dificuldades nas últimas semanas, o que tem condicionado a mobilidade dos faialenses, o que não se compreende, numa época que está muito longe da afluência máxima à Região”, declarou Carlos Ferreira.

O autarca entende assim que “é preciso que a companhia aérea regional e a tutela avaliem estes constrangimentos e que tomem medidas para melhorar a oferta, pois há procura e aeronaves disponíveis, não parecendo haver razões para que as pessoas tenham dificuldade em marcar viagens inter-ilhas”.

Na reunião foram ainda abordados outros assuntos, como a qualificação da oferta turística na ilha do Faial, nomeadamente ao nível de polos de atração turística, restauração e alojamento, incluindo a necessidade de articulação com os empresários no sentido de se assegurar uma oferta equilibrada em todos dias da semana. O autarca adianta ainda que este assunto será abordado em pormenor, em breve, pela Câmara Municipal da Horta e da Câmara do Comércio e Indústria da Horta.