Prevenção e Combate – Formação em dissuasão de Toxicodependências abrange as três Comissões de Dissuasão existentes nos Açores

0
47

As três comissões existentes nos Açores para a dissuasão da toxicodependência, iniciaram hoje uma formação alargada sobre “Intervenção em Dissuasão da Toxicodependência (CDT)”, tendo em vista a respetiva missão e funcionamento.
Na abertura do evento, que ocorreu esta manhã, por teleconferência, o Diretor Regional da Prevenção e Combate às Toxicodependências afirmou a necessidade de capacitar os elementos que integram estas comissões, no âmbito técnico e jurídico. Pedro Fins releva o papel das mesmas “na missão de acompanhamento, no âmbito da despenalização do consumo e referenciação” e reputa de muito importante o papel das mesmas nas comunidades “porque ajudam as pessoas necessitadas e respetivas famílias”.
“Além de todos os conhecimentos no âmbito administrativo, técnico e jurídico, no final desta formação, espero que cada formando, seja detentor de conhecimentos sobre a função que as CDTs desempenham e a sua importância como entidade de referência no processo de dissuasão e redução do consumo de substâncias psicoativas, tornando-se um agente ativo na redução dos comportamentos aditivos e dependências” – frisou o Diretor Regional da Prevenção e Combate às Dependências.
A formação “Intervenção em Dissuasão: a missão e o funcionamento das Comissões para a Dissuasão da Toxicodependência”, é promovida em parceria com a Equipa Multidisciplinar para a Coordenação da Área da Dissuasão do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências e decorre até à próxima sexta-feira. A Região tem três comissões do género, distribuídas pelos três grupos de ilhas que formam o arquipélago.
Pedro Fins revelou ainda que está em curso a remodelação destas Comissões, sendo que alguns elementos das mesmas transitam, mas outros serão convidados a integrá-las, pela primeira vez.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO