Programas anunciados há mais de um ano continuam por executar

0
7
DR

O deputado do PSD/Açores António Almeida afirmou hoje que vários programas de apoio aos agricultores, anunciados “há mais de um ano” pelo Secretário Regional da Agricultura, continuam por executar.

“O Secretário Regional da Agricultura volta a falar nos mesmos programas anunciados há mais de um ano, como a reforma antecipada dos agricultores mais idosos, o Programa Jovem Agricultor e os novos programas PROAGRI e I9AGRI, sendo que nenhum deles está a funcionar”, afirmou.

O deputado social-democrata referia-se às recentes declarações do Secretário Regional da Agricultura à margem da reunião do Conselho Regional de Agricultura, em que o governante “voltou a repetir generalidades sobre o setor, sem nunca apresentar soluções”.

“Apesar do Secretário Regional da Agricultura reconhecer que é preciso continuar a trabalhar para melhorar a valorização das produções agrícolas, a verdade é que, na reunião do Conselho Regional da Agricultura, o Governo não apresentou soluções inovadoras para ultrapassar a situação de desânimo que persiste, por exemplo, no setor leiteiro açoriano”, frisou.

Segundo António Almeida, também o Plano Estratégico dos Lacticínios dos Açores “já deveria estar, há muito, em prática, evitando os constrangimentos da indústria de lacticínios dos Açores, pressupondo que este plano vai aumentar o rendimento dos produtores, ou seja os preços de leite, sem que alguém ainda saiba como”.

O deputado do PSD/Açores referiu igualmente que o Secretário Regional da Agricultura “fala em 14 milhões de euros para investir em caminhos agrícolas, água e eletrificação, sem nunca se saber, em concreto, que investimentos são concluídos em cada ilha”.

O parlamentar social-democrata acrescentou que, em relação à Política Agrícola Comum e ao futuro do POSEI, desconhecem-se as propostas concretas do Governo Regional dos Açores, que as negoceia com o Governo da República e com Bruxelas”.

A propósito da reunião do Conselho Regional de Agricultura, António Almeida vai solicitar ao Governo, através de requerimento entregue no parlamento, informação sobre as propostas apresentadas pelos conselheiros no encontro e cópia das conclusões.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO