PS/Açores: “Política cultural nos Açores está à deriva”

0
14
DR/PS
DR/PS

O PS/Açores lamenta profundamente a ausência dos Açores na edição deste ano da Feira do Livro de Lisboa.

Na verdade, negligenciar a participação dos Açores nesta Feira não é apenas desconsiderar a sua importância enquanto local privilegiado de divulgação e promoção da nossa cultura e, por conseguinte, dos autores dos Açores, como é também não compreender o quão importante é associar as políticas de turismo às políticas culturais, por exemplo.

Desconhece-se, porém, que estratégia pretende a Secretaria Regional da Educação e dos Assuntos Culturais implementar no que respeita à participação regional nesta Feira.

O que se sabe, e que foi público, é que a Região – ao contrário de anos anteriores – não participará na Feira do Livro de Lisboa.

Esta é mais uma prova do que todos veem: A governação PSD-CSD-PPM não tem rumo ou estratégia para a política cultural nos Açores.

A Cultura nos Açores está hoje transformada em assunto cultural; repleta de especialistas, mas sectária, secundária e não participada!

A esse respeito, importa salientar que não se sabe que iniciativas tem a nova Direção Regional dos Assuntos Culturais tomado para a promoção do livro e da leitura, junto dos mais jovens. Também não se sabe o que é feito, por exemplo, do Plano Regional de Leitura, ou até mesmo, da Rede de Bibliotecas Escolares.

O que se sabe é que a política cultural, nos Açores, depois de estar enredada nas trocas de diretor, está agora fechada sobre si própria, enclausurada e à deriva.

A ausência dos Açores na Feira do Livro de Lisboa é mais uma prova dessa clausura!

O PS/Açores não se satisfaz com as justificações dadas pelo Governo Regional.

Dois anos para redesenhar a nossa participação neste certame é demasiado tempo!

Daqui só se pode concluir que enquanto forem estas as páginas que este Governo continuar a escrever no folhetim em que vai transformando a Cultura nos Açores, adivinha-se o epílogo e reservam-se-lhe por inteiro os direitos de autor.