PSD/Açores condena reduções nos apoios às IPSS’s

0
5

O líder do PSD/Açores lamentou hoje o facto do novo modelo de financiamento das instituições particulares de solidariedade social (IPSS’s) implicar reduções muito significativas nos apoios atribuídos pela Região, que em alguns casos podem mesmo colocar em causa o funcionamento das instituições. Duarte Freitas falava esta manhã à margem de uma visita à Santa Casa da Misericórdia da Horta, no âmbito das Jornadas Parlamentares do partido, que decorrem até sábado, na Horta, e que se dedicam, precisamente, ao setor da Solidariedade Social.

“Temos vindo a denunciar que este novo modelo de financiamento não era o mais adequado porque não tem em conta as especificidades que cada resposta exige e que cada instituição, nas suas várias valências, tem, e que não podem ser padronizadas como têm vindo a ser”, lamentou Duarte Freitas, lembrando que, se para algumas instituições os cortes não têm impacto significativo, para outras podem pôr em causa os serviços prestados à comunidade. O líder do PSD/A exemplificou com a Santa Casa da Misericórdia da Horta que, com um orçamento anual de cerca de 3 milhões de euros, assiste agora a um corte de meio milhão no seu financiamento. Este é, para Duarte Freitas, um corte “muito significativo e certamente põe em causa não só o serviço e as respostas que são prestadas como também acabará por pôr em causa o emprego que esta instituição proporciona no Faial”, lembrando que a Santa Casa é um dos principais empregadores da ilha.

Para o parlamentar, “num momento de grande crise económica e social como o que vivemos e em que deviam ser dadas mais condições para que estas instituições pudessem dar as devidas respostas”, é lamentável que, ao invés disso, o novo modelo de financiamento das IPSS’s lhes cause “enormes dificuldades”.

 

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO