PSD/Açores pretende saber que apoios são dados à Diáspora

0
5

O PSD/Açores entregou na passada semana no Parlamento da Região um requerimento que visa conhecer os apoios atribuídos às entidades coletivas da diáspora açoriana, principalmente às Casas dos Açores, pelo facto de serem as instituições mais representativas do arquipélago no exterior.

Segundo os sociais-democratas, as comunidades açorianas “precisam e merecem todo o apoio” dos poderes públicos regionais, mas esse apoio “deve ser atribuído com rigor e conhecido com transparência”.

O Deputado José Andrade é o subscritor do documento. Este lembra que na atualidade existem 14 Casas dos Açores distribuídas por cinco países, Portugal, Brasil, Estados Unidos da América, Canadá e Uruguai.

 “As Casas dos Açores são associações sem fins lucrativos, sem ligação aos partidos políticos e sem dependência tutelar do governo”, refere o deputado social-democrata para acrescentar que “os seus fins são manifestamente de interesse público, estão ligadas afetivamente à nossa Região e dependem unicamente das suas Comunidades”. 

No entanto, segundo o deputado social democrata, “o objetivo que perseguem e a ação que desenvolvem fundamentam e requerem uma atenção especial e um apoio permanente por parte da Região Autónoma dos Açores, através do Parlamento e do Governo”, afirmou José Andrade.

Realçando a importância da diáspora, o PSD/Açores “estranha que o programa do atual Governo Regional para o mandato 2012/2016 não tenha dedicado uma única palavra às Casas dos Açores no âmbito das Comunidades Açorianas”

Com este requerimento, o partido social-democrata dos Açores pretende saber quais foram os apoios atribuídos durante a última década e conhecer cada protocolo de cooperação celebrado e vigente com as Casas dos Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO