PSD critica atrasos e indecisões no entreposto de GNL na Praia da Vitória

0
16
DR

O PSD/Terceira considerou hoje lamentável que, ao fim de oito anos sobre a intenção do governo regional de instalação de um entreposto de GNL (Gás Natural Liquefeito) no Porto da Praia da Vitória, “ainda se continue em estudos e mais estudos, sem que se vislumbre a implementação prática do projeto, tal como foi anunciado há largos anos, com previsível impacto positivo na economia da ilha Terceira”, referem.

Segundo Rui Espínola, vice-presidente da comissão política de ilha, a intenção “já existe desde 2011, materializada no projeto Costa, depois apelidado de GAIN4MoS, em 2015”.

Entretanto, “em 2016, o então Secretário Regional dos Transportes e Obras Públicas, Vítor Fraga, anunciou novamente, na Praia da Vitória, o projeto piloto para o GNL e a criação de um pipeline virtual para abastecimento de navios que cruzam o Atlântico”, diz o social democrata.

“Em 2017, a Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, afirmava que o Porto da Praia da Vitória era fundamental na estratégia nacional do abastecimento de GNL, a par de Sines, Lisboa e Leixões. E em fevereiro de 2018, a Portos dos Açores e o governo voltaram a afirmar e a sinalizar a importância do Porto da Praia da Vitória para o abastecimento de GNL, confirmando o financiamento do Banco Europeu de Investimento para o seu estudo”, recorda Rui Espínola.

“Pelo meio, teria de haver investimento privado, por via de uma candidatura ao Plano Juncker. Mas, em junho de 2019, o estudo ainda não está concluído e tudo continua na mesma”, diz aquele responsável.

Para o PSD/Terceira, “a criação de um entreposto de GNL na Praia da Vitória é fundamental para a dinamização e potencialização do seu porto comercial, quer pela futura atratividade económica, quer pela criação de outras economias de escala, nomeadamente no setor energético”.

“Mas é preciso que o governo regional se decida e concretize, não se escusando sempre em mais e mais estudos”, acrescenta.

Rui Espínola frisa que “aquela infraestrutura não tem sido valorizada e potencializada ao longo dos anos no tocante à sua posição geoestratégica no contexto do arquipélago, sendo constantemente menosprezada e esquecida pelos sucessivos executivos socialistas”.

O GNL no Porto da Praia da Vitória “é mais um exemplo de algo que é anunciado e leva largos anos a ser estudado e concretizado, com claros prejuízos para a economia da ilha, prática, aliás, a que nos têm habituado os vários executivos socialistas no que concerne à ilha Terceira”, conclui o social democrata.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO