Quando a política se torna deplorável. E eles, naturalmente

0
14
blank

No último dia 2 de Maio em agitadíssima baralhada à conta de incontidos desejos demolidores de não poucos deputados em plena sessão da Assembleia da República, assisti a inusitada algazarra no decorrer da qual se entrecruzavam, com agitada e aparente vontade de massacrar os vizinhos do partido vencedor. Vencedor, sim senhor! No final perceber-se-ia que Chega, o tal do Ventura, e PS que já fora do António – o “oriental, lento…”, como referiu o Sr. Presidente da República, “arrumaram” o presumível vencedor.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!