Re…pensar o ensino da Matemática: a 2.ª edição é já em setembro

0
7

Decorre desde o início do ano letivo de 2015/16 a oficina de formação “Matemática Passo a Passo: Estratégias de Superação de Dificuldades para o 1.º Ciclo do Ensino Básico”, uma parceria entre a Universidade dos Açores e a Secretaria Regional da Educação e Cultura do Governo dos Açores, no contexto do programa ProSucesso – Açores pela Educação. Nesta oficina participam os cerca de 50 professores DA (professores qualificados na deteção, caracterização e resolução de dificuldades de aprendizagem no 1.º Ciclo do Ensino Básico), provenientes de todas as unidades orgânicas da Região que ministram o 1.º Ciclo, cuja ação no ano letivo de 2015/16 incidiu na superação de dificuldades a Matemática no 1.º ano de escolaridade, em estreita cooperação com os professores titulares. No ano letivo de 2016/17, a intervenção dos Prof DA irá incidir no 2.º ano de escolaridade, dando assim continuidade ao projeto Prof DA. A ação do professor DA tem por base estudos provenientes das neurociências cognitivas, que explicam como o nosso cérebro aprende Matemática, e alguns casos de sucesso do ensino da Matemática no Mundo, como é o exemplo da Finlândia, com um sistema de apoio de características similares, e de Singapura, que nos apresenta centenas de pequenos pormenores de ordem científica e didática amplamente testados em vários países. Um objetivo fundamental do Projeto Prof DA, no contexto do ensino da Matemática, centra-se na promoção de aprendizagens mais significativas, estimulando o cálculo mental, o raciocínio matemático e a resolução de problemas. Não se pode gostar daquilo que não se compreende. Daí que as estratégias promovidas visem uma compreensão profunda da matemática elementar. Esta meta só pode ser alcançada com a energia e o apoio de todos, desde os professores titulares e de apoio aos encarregados de educação. Outro aspeto de grande relevância prende-se com a necessária articulação entre os diferentes níveis de ensino, em particular entre a Educação Pré-Escolar e o 1.º Ciclo do Ensino Básico e entre o 1.º Ciclo do Ensino Básico e o 2.º Ciclo do Ensino Básico. Um ensino da Matemática eficaz processa-se sem saltar etapas, sendo um tema introduzido apenas quando os conteúdos necessários para a exploração desse tema estão devidamente consolidados. Das estratégias implementadas, destaca-se a abordagem CPA (Concreto-Pictórico-Abstrato): 1.º manipulação de objetos; 2.º substituição por esquemas que os representam; 3.º utilização de numerais e de outros símbolos matemáticos. De salientar também a abordagem em espiral de conceitos, competências e processos, a exploração dos conceitos segundo múltiplas perspetivas e múltiplas representações, a construção e disponibilização de materiais adequados (jogos, fichas de trabalho para o aluno, guia de apoio ao professor), entre outros aspetos. Das várias iniciativas organizadas pelo grupo de 50 professores DA da Região, destaca-se o ciclo de eventos “Re…pensar o ensino da Matemática: Dinâmicas de promoção do sucesso escolar”. A 1.ª edição realizou-se entre 4 e 6 de julho de 2016, na EBS de Vila Franca do Campo, e reuniu mais de 150 participantes. Com este ciclo de eventos, pretende-se contemplar as diferentes ilhas do Arquipélago com momentos de partilha das novas estratégias de aprendizagem da Matemática. A 2.ª edição já tem data marcada: decorrerá de 7 a 9 de setembro de 2016, no Auditório da EBS da Graciosa. Esta é uma iniciativa da professora DA Regina Silva, da EBS da Graciosa, que conta com o apoio e participação dos educadores de infância e dos professores dos 1.º e 2.º ciclos do ensino básico da EBS da Graciosa. Contará também com a participação de alguns professores DA da Região. Este evento tem a duração de 19 horas, distribuídas por 3 dias, e conta como oradores principais com o Professor Doutor Carlos Pereira dos Santos, do Centro de Análise Funcional, Estruturas Lineares e Aplicações da Universidade de Lisboa, e com a Professora Doutora Alda Carvalho, do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. A manhã do primeiro dia será dedicada a uma comunicação de abertura, “Os Princípios Orientadores do Método de Singapura: da Educação Pré-Escolar ao Ensino Básico”, destinada ao público em geral. O restante programa contempla temas específicos para os educadores de infância e professores do 1.º ciclo do ensino básico (os temas da aprendizagem da Matemática na educação pré-escolar; jogos para a educação pré-escolar; sistema de numeração decimal; algoritmos da adição, subtração, multiplicação e divisão; introdução às frações; organização e tratamento de dados; medida – comprimento, volume e capacidade, massa, tempo e dinheiro) e para os professores do 2.º ciclo do ensino básico (isometrias e simetrias: explorações no GeoGebra; jogos do Campeonato Nacional/Regional de Jogos Matemáticos; o modelo de barras e a resolução de problemas; frações no 2.º ciclo do ensino básico). Na tarde do dia 7 de setembro, o grupo de professores DA organizará uma exposição de materiais desenvolvidos no decorrer do ano letivo de 2015/16. Dado o sucesso desta iniciativa, já estão previstas novas edições do “Repensar”! Esta é a prova que o Projeto Prof DA está a ter um impacto significativo na Região. Sinal disso são as melhorias registadas na aprendizagem, expressas no decréscimo de 17 para 10% e de 26 para 21% nas menções de insuficiente e de suficiente, respetivamente, e no acréscimo de 30 para 33% e de 28 para 36% das menções de bom e muito bom, resultados relativos ao 1.º ano de escolaridade do ano letivo de 2015/16 quando comparado com o ano letivo anterior. Departamento de Matemática da Universidade dos Açores, ricardo.ec.teixeira@uac.pt

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO