Reflexões Crónicas – Estrangeiros no Faial: os Dubois

0
36
DR/TI
DR/TI

Desde os meados do século XVII o porto da Horta afirmou-se como ponto de apoio nas rotas atlânticas da navegação, acabando por substituir o de Angra nesse papel. Uma das consequências foi a presença cada vez maior de estrangeiros na pequena “vila de Orta”, que começou a conviver com gentes de diversas paragens, sobretudo mercadores de países europeus que se aproveitaram dos potenciais do porto para fazer negócio. São bem conhecidas famílias como Arriaga, Berquó e Labat (francesas), Street, Whitton e Fisher (inglesas) ou Dart (irlandesa), que deixaram nomes sonantes na História e largas descendências. Mas, estudando a fundo os séculos XVII e XVIII, começamos a encontrar referências a muitos mais indivíduos e famílias que por aqui circularam, uns em passagem, outros em estadias mais prolongadas e outros ainda fixando residência ou até deixando descendentes. Um desses casos foi a família Dubois.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO