Rendimentos dos pescadores açorianos aumentaram 28% nos primeiros meses deste ano face a período homólogo de 2018

0
77

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia adiantou hoje, em Santa Cruz das Flores, que, “apesar do mau tempo, os pescadores florentinos atingiram durante este ano 101 mil euros de rendimento na primeira venda em lota”, o que representa um aumento de 14% face aos valores do período homólogo de 2018.

Gui Menezes, que falava durante um encontro com elementos da Associação dos Pescadores Florentinos, adiantou ainda que, a nível regional, o valor de pescado na primeira venda em lota, até à data, atingiu 6,6 milhões de euros.

“Durante o primeiro trimestre deste ano, os rendimentos dos pescadores açorianos na primeira venda aumentaram 28% face ao período homólogo de 2018”, frisou.

O Secretário Regional afirmou que, no âmbito da formação profissional dos ativos da pesca, a Direção Regional das Pescas vai promover, em breve, na ilha das Flores, a realização de um curso de condução de motores até 150 killowats, acrescentando que também será apresentada em todas as ilhas a campanha ‘Segurança no Mar’, que consiste em formação em pirotécnicos e manuseamento de balsas.

Gui Menezes salientou que o Governo dos Açores está a preparar alterações à regulamentação da utilização das redes de emalhar e de cofres, no sentido de garantir que a pesca praticada no arquipélago seja cada vez mais sustentável, acrescentando que “serão criados incentivos para abater este tipo de artes de pesca”.

O Secretário Regional lembrou também que, este mês, foi alargado o período de defeso da lapa, a fim de salvaguardar a sustentabilidade deste recurso costeiro.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO