REQUALIFICAÇÃO DA PRACETA DOS BALEEIROS ADJUDICADA À TECNOVIA-AÇORES

0
31
DR

A Câmara Municipal de São Roque do Pico aprovou no passado dia 23 adjudicar à empresa Tecnovia-Açores a empreitada de ‘Requalificação do Espaço Urbano Público da Praceta dos Baleeiros’, no Cais do Pico, pelo valor de 233.900 euros, acrescidos de IVA à taxa legal em vigor.

Aprovado por unanimidade na reunião de Câmara realizada por videoconferência, o investimento permitirá requalificar uma das zonas mais emblemáticas da vila de São Roque do Pico, próxima do porto de passageiros, e onde estão localizados o Museu da Indústria Baleeira, o Clube Naval, a Zona Balnear da Rampa e o Monumento ao Baleeiro.

Com um prazo de execução de cinco meses, a empreitada é suportada em 85 por cento por fundos do Programa Operacional Açores 2020, no âmbito do PIRUS (Programa Integrado de Regeneração Urbana Sustentável), sendo os restantes 15 por cento da responsabilidade do Município de São Roque do Pico.

A requalificação e valorização dos legados históricos do concelho, particularmente associados à atividade baleeira, são duas das maiores preocupações da Câmara Municipal, que pretende, assim, preservar as memórias do passado e criar condições para captar o maior número possível de fluxos turísticos, projetando a marca ‘São Roque do Pico-Capital do Turismo Rural’.

Apesar de adjudicada a empreitada só deverá avançar no final do Verão. Essa opção é assumida pelo executivo liderado por Mark Silveira para evitar obras num local de excelência que é muito procurado na época alta, atendendo a que a Praceta dos Baleeiros concentra inúmeras atividades, com destaque para o Cais Agosto, embora o autarca admita a possibilidade de alterações ao que está programado, mais concretamente de antecipação das obras, em resultado da atual situação que se vive e da ainda indefinida possibilidade de realização do Festival.

“O processo concursal está concluído e estão reunidas todas as condições para o início das obras, no entanto, nesta fase decidimos adiar o arranque da empreitada para depois do Verão, evitando-se, assim, prejudicar as centenas de visitantes que em situação normal passam pela Praceta dos Baleeiros na época alta de turismo”, explica o Presidente da Câmara Municipal de São Roque do Pico, lembrando a importância histórica e cultural do local: “Aquela é uma zona nobre da vila e de elevada importância histórica na economia do concelho e no processo da atividade baleeira desenvolvido ao longo de décadas no Pico. Por isso, a requalificação daquele importante património foi pensada com o máximo cuidado para preservar os elementos históricos, tendo recebido contributos da mais variada natureza, entre os quais dos deputados municipais e do investigador José Carlos Garcia”.

Além disso, adianta Mark Silveira, “antecipadamente foram solicitados pareceres de outras entidades, nomeadamente da Secretaria Regional da Educação e Cultura para assegurar uma requalificação com a dignidade exigida”.

A intervenção num espaço de 4000 metros quadrados assenta essencialmente na requalificação de pavimentos e no reforço dos muros laterais da antiga rampa de varagem das baleias.

O pavimento da Praceta será coberto com um tapete betuminoso de cor avermelhada, salvaguardando-se, no entanto, o lajeado de pedra remanescente do antigo pátio de desmancha, e serão construídos ao redor passeios sem relevo.

O projeto inclui a instalação de candeeiros, consistindo na recuperação e replicação dos de betão existentes na zona.

Aproveitando as obras no pavimento está projetada a implementação de tubagens destinadas à água e eletricidade para servir as instalações provisórias utilizadas habitualmente durante o Festival Cais Agosto.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO