Robert Benevides doa coleção de conchas ao Faial

0
16

A Ilha do Faial prepara-se para receber uma das maiores coleções de conchas de todo o mundo. O protocolo de cedência entre o colecionador Robert Benavides, descendente de emigrantes com as entidades parceiras foi assinado, na manhã do passado sábado, numa cerimónia que decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal da Horta (CMH).

Direção Regional dos Assuntos do Mar, CMH, Observatório do Mar dos Açores e Instituto do Mar da Universidade dos Açores, são as entidades responsáveis por gerir esta coleção com cerca de 10 mil conchas de todo o mundo que foram recolhidas por Robert Benevides durante mais de 20 anos, provenientes do litoral do Índico, Indo-Pacífico e Pacífico, incluindo também exemplares das costas atlânticas da América, África e Europa .

Na ocasião José Leonardo Silva, mostrou-se satisfeito, pelo facto do colecionador escolher a Horta, para doar este espólio, que no seu entender vem ressalvar “a importância que o Faial e a cidade da Horta tem, que é a apetência pelo mar, pelas temáticas do mar” que considera de extrema importância para o futuro.

Neste contexto, o presidente da CMH, fez questão de reforçar a intenção de “cada vez mais cimentar a Cidade da Horta como uma Cidade de Mar”, salientou.

No entender de Edil, esta coleção irá representar também mais um motivo de atração para a Ilha e para o conselho, não só a nível cultural mas também ciêntifico.

Presente nesta cerimónia esteve Filipe Porteiro, diretor regional dos Assuntos do Mar, que fez uma apresentação do colecionador bem como da própria coleção.

Porteiro, também realçou a importância da Horta enquanto “Cidade Mar” ao afirmar que,“foi uma das imposições de Robert Benevides” doar esta coleção à ilha do Faial, “enquanto Cidade Mar que se relaciona com o mar por excelência”.

Segundo o diretor regional dos Assuntos do Mar esta coleção representa “mais uma valência para esta relação que temos com o mar”, salientando igualmente a ideia de que“este património tem potencialidades ao nível da investigação, da cultura, da educação ambiental, da sensibilização e será mais um pólo de interesse para uma ilha que se distingue pela sua relação com o mar”, afirmou.

Esta coleção, segundo Filipe Porteiro, inclui alguns milhares de conchas “em elevado estado de conservação”, provenientes do litoral do Índico, Indo-Pacífico e Pacífico, incluindo também exemplares das costas atlânticas da América, África e Europa e o seu “catálogo regista todas as informações relevantes sobre as conchas”. Filipe Porteiro referiu ainda que  “embora o seu valor não esteja quantificado, deve ultrapassar as dezenas de milhares de euros”.

Robert Benevides, descendente de açorianos que emigraram para a América do Norte no século XIX, já viveu em diversos locais do mundo e mantém um estreita relação com os Açores, visitando com regularidade a ilha do Faial, onde tem uma casa.

Ao longo da sua vida, foi ator de teatro, televisão e cinema e produtor em Hollywood.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO