Rui Luís faz balanço positivo da prestação da Proteção Civil e dos Bombeiros dos Açores

0
6

O Secretário Regional da Saúde fez hoje, em Angra do Heroísmo, um balanço positivo da atividade da Proteção Civil dos Açores e do desempenho das corporações de bombeiros do arquipélago no último ano.

Rui Luís, que falava no âmbito do Conselho Regional de Bombeiros, destacou o nível de desempenho e competência dos bombeiros, revelado no socorro às populações e em exercícios e campeonatos à escala regional, nacional e internacional.

“Ainda recentemente tivemos um acidente grave na freguesia das Quatro Ribeiras, na ilha Terceira, onde os bombeiros voluntários demonstraram toda a sua competência, mas todos os dias os nossos bombeiros são chamados a intervir e têm demonstrado que estão bem preparados”, frisou o Secretário Regional.

No último ano, as corporações foram chamadas a participar em exercícios como o ‘TOURO 19’, na Povoação, e no exercício europeu ‘CASCADE’19’, que decorreu em vários distritos do território continental.

O titular da pasta da Proteção Civil lembrou ainda a prestação e o apuramento de três equipas açorianas para o Campeonato Mundial de Trauma, que se realiza em setembro, em França.

Estes resultados foram alcançados no último Campeonato Nacional de Trauma e Desencarceramento, que decorreu na Praia da Vitória, em maio.

“Temos vindo a demonstrar uma forte presença, o que revela o forte investimento que temos vindo a fazer em formação e que queremos continuar a fazer, e que se pretende inovadora”, sublinhou.

Em declarações aos jornalistas, o Secretário Regional adiantou que a prioridade, nesta fase, é a de criar melhores condições de remuneração aos bombeiros para cativar mais elementos.

“Estamos a rever aquela que é conhecida pelos bombeiros pela portaria 10/2010, que inclui toda a regulamentação salarial, sendo que já se iniciaram as reuniões da comissão técnica que irá funcionar no âmbito do código de trabalho”, adiantou.

Na última década, os dados registados apontam para um aumento de mais de uma centena de elementos, voluntários e assalariados, passando de 720 bombeiros em 2009 para 831 atualmente.

Por outro lado, nas oito escolas de infantes e cadetes ingressaram 350 elementos, incluindo infantes, cadetes e estagiários, tendo-se verificado, no espaço de um ano, o aumento de 200 inscritos.

Para Rui Luís, os resultados positivos do último ano de atividade da Proteção Civil estendem-se também à produção legislativa.

“Estamos a falar do Plano Regional de Emergência, que já foi aprovado e publicado, da adaptação da Lei de Bases da Proteção Civil, que está em discussão na Assembleia Legislativa, e do Sistema Integrado de Operações e Socorro da Região e Socorro da Região Autónoma dos Açores”, lembrou.

No que concerne a investimentos nas corporações, Rui Luís realçou o aumento em 10% no financiamento das Associações Humanitárias, por via do serviço de transporte urgente terrestre de doentes, bem como a aquisição de 30 novas ambulâncias, no valor de 1, 5 milhões de euros.

Numa primeira fase, foram entregues oito viaturas, sendo que as restantes 22 serão entregues até ao final do ano.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO