Saldo orçamental da Região aumentou para 32 milhões de euros no último ano

0
7
DR-GaCS

O Vice-Presidente do Governo anunciou, na Assembleia Legislativa, na Horta, que o saldo final orçamental definitivo de 2019 foi 5,5 milhões de euros superior ao valor que constava da proposta de alteração ao Orçamento e Plano de 2020, aprovada terça-feira em plenário.

“Possibilitando, assim, um reforço adicional de 5,5 milhões de euros na receita da Região para 2020”, sublinhou Sérgio Ávila, acrescentando que a verba “deve ser afeta à dotação provisional”.

O governante disse que “o saldo da execução orçamental do último ano é de 32 milhões de euros, ou seja, a execução da receita orçamentada foi em 32 milhões de euros superior à despesa concretizada”.

“O que permite este ano reforçar a receita neste valor e, assim, contribuir para o financiamento dos investimentos de reconstrução e recuperação”, frisou.

De acordo com o Vice-Presidente, que falava terça-feira no Parlamento regional, o saldo orçamental resulta da primeira transferência de 20 milhões de euros, efetuada pelo Governo da República no final do ano passado, para a reconstrução, conjugada com o facto da Região ter conseguido uma execução total da receita própria prevista no orçamento (99,8%), bem como ter  conseguido obter uma poupança de 7,5 milhões de euros nas despesas de funcionamento da Região face ao orçamentado.

Para Sérgio Ávila, com a aprovação da proposta de revisão do orçamento que foi apresentada pelo Executivo fica cumprido o compromisso de, “no mais curto espaço de tempo, dotar a Região dos meios financeiros e das condições operacionais para recuperar na totalidade os prejuízos e os estragos decorrentes da passagem do furacão Lorenzo, sem prejudicar, condicionar ou afectar os outros investimentos previstos”.

“Conseguimos corresponder a este desafio e aqui estamos para empreender esta nova etapa do nosso desenvolvimento”, frisou o Vice-Presidente.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO