Segunda edição do extreme West Atlantic Adventure by Azores Trail run® foi prova superada

0
24
DR/Pedro Silva
DR/Pedro Silva

Por: AZORES TRAIL RUN®

EVENTO FOI UM DESAFIO ENORME À ORGANIZAÇÃO, PELAS NOVAS MEDIDAS IMPLEMENTADAS NO ÂMBITO DA PANDEMIA DE COVID-19 E PELOS EFEITOS DA DEPRESSÃO “PAULETTE”

Realizou-se, no passado fim-de-semana, na ilha das Flores, a segunda edição da Extreme West Atlantic Adventure, numa organização do Azores Trail Run®.

A prova de trail estava desenhada em 3 etapas, distribuídas pelas ilhas das Flores e do Corvo, mas as condições meteorológicas adversas trazidas pela depressão “Paulette”, obrigaram a organização a redesenhar a prova, optando por prescindir da etapa no Corvo. “A nossa organização está muito habituada aos imprevistos trazidos pelas condições meteorológicas, que, em boa verdade, não podemos chamar de imprevistos, uma vez que temos sempre soluções alternativas desenhadas”, explica o coordenador do Azores Trail Run®, Mário Leal. Desta forma, o KM Vertical previsto para o primeiro dia de prova, nas Flores, foi cancelado, e a etapa do Corvo, que decorreria no segundo dia, foi transferida para as Flores, onde foi montado um circuito alternativo. No último dia de prova, foi
possível fazer a terceira etapa tal como estava inicialmente desenhada.

Para além dos desafios da meteorologia, a organização teve, também de adaptar o evento à nova realidade trazida pela pandemia de Covid-19. Com um plano de contingência pensado ao pormenor para garantir a segurança de todos os envolvidos, devidamente validado pela Autoridade de Saúde Regional, a preocupação da organização foi garantir o cumprimento do planeado e, ao mesmo tempo, garantir que a experiência dos atletas se mantinha plena. “Nas nossas provas a superação pessoal e capacidade atlética são atingidas através de experiências únicas, desfrutando plenamente da natureza dos Açores; dos nossos trilhos fantásticos, mas também da camaradagem com os outros atletas e da hospitalidade dos habitantes locais. Para nós o mais importante era garantir a segurança
de todos e a saúde pública, mas de uma forma que garantisse que essa experiência era vivida em pleno. Penso que conseguimos”, refere o coordenador.

O Extreme West Atlantic Adventure acabou por funcionar como uma espécie de teste para a realização de eventos de trail running de cariz internacional nos Açores, em tempos de pandemia. Com vários participantes vindos do estrangeiro, o evento, à pequena escala, afigurou-se como um bom ensaio para o Golden Trail Championship, mega evento à escala mundial organizado pelo Azores Trail Run® em parceria com a Salomon, que decorrerá no Faial e no Pico já no final de outubro, e onde são esperados mais de 300 atletas, de dezenas de países.

O vencedor desta edição do Extreme West Atlantic Adventure foi o campeão nacional Dário
Moitoso, seguido no pódio por Bruno Silva e Roberto Vieira. Nas senhoras, venceu Margarida Madeira, seguida de Clara Fonseca e Natasha Dias.
O Extreme West Atlantic Adventure by Azores Trail Run® conta com o alto patrocínio do Governo Regional dos Açores, e com os apoios das Câmaras Municipais de Santa Cruz e Lajes das Flores, da Cooperativa Ocidental, do Morro Alto Sport Club e da empresa Experience OC.

DR/Pedro Silva
DR/Pedro Silva

 

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO