Serrão Santos luta por discriminação positiva dos Açores no “Relatório do leite”

0
6

O eurodeputado Serrão Santos conseguiu consenso político nas reuniões de elaboração do “Relatório do Leite”, alcançando discriminações positivas para o setor derivado às especificidades inerentes ao tecido empresarial do setor leiteiro nos Açores, acreditando que a União Europeia (UE) deve “intervir de forma a contribuir para a continuação da atividade e para  a manutenção da competitividade do setor açoriano face às outras região da Europa”.

Entre as proposta do eurodeputado socialista estão a dotação de meios financeiros complementares no POSEI por forma a que os produtores do arquipélago consigam fazer frente ao novo contexto do pós-quotas leiteiras.

Outra medida por ele defendida prende-se com a “ regulamentação eficaz das relações dos produtores com a indústria e a distribuição, de forma a impedir o esmagamento dos preços pagos à produção”, esta com abrangência a todos os estados-membro da UE.

Os encontros, que decorrem em Bruxelas faz alguns dias, contam com membros de diversas fações políticas para posteriormente ser votado pela Comissão de Agricultura, sendo o eurodeputado português o responsável dos socialistas europeus, coordenando e apresentado as propostas da sua bancada.

Ao que se lê em nota do gabinete de Serrão Santos “o relatório diferencia a realidade da produção de leite nas regiões ultraperiféricas e nas regiões de montanha a partir dor do reconhecimento de que existem custos superiores de produção e de transformação que exigem uma abordagem específica no contexto do fim das quotas leiteiras”.

Os trabalhos tiveram início em 2014 e devem estar concluídos até ao final de julho deste ano. Este “Relatório do leite” é iniciativa do Parlamento Europeu e pretende avaliar o impacto do desmantelamento das quotas e a evolução do mercado do leite.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO