Sete Músicos, Sete Violas: ensino, repertórios e dinâmicas criativas

0
23
DR
DR

Realiza-se no próximo sábado, dia 17 de abril, a partir das 10h30, mais uma mesa
redonda dedicada às violas de arame portuguesas, organizada no âmbito do projeto
EcoMusic – "Práticas sustentáveis: um estudo sobre o pós-folclorismo em Portugal no
século XXI", em curso na Universidade de Aveiro, coordenado por Maria do Rosário
Pestana.

No séc. XXI, as violas de arame portuguesas conquistam um lugar em palco,
transpõem fronteiras entre domínios de prática musical e ecoam em edições
discográficas, nos media e em plataformas digitais. Este dinamismo é impulsionado
por músicos que, visando contribuir para a sustentabilidade das violas de arame,
abrem novos caminhos para a sua exploração e impulsionam o seu ensino, em
contextos formais e não-formais.

Nesta mesa-redonda convidamos 7 instrumentistas (de outras tantas violas) a partilhar
as suas experiências enquanto intérpretes e professores: Amadeu Magalhães (viola
toeira), Eduardo Costa (viola amarantina), Luís Capela (viola braguesa), Miguel
Carvalhinho (viola beiroa), Pedro Mestre (viola campaniça), Rafael Carvalho (viola da
terra) e Roberto Moniz (viola de arame madeirense). A mesa-redonda será
coordenada por Carlos Batista, Jorge Freitas Branco e Rui Marques.

A participação da viola da terra neste evento, aqui representada pelo músico e
professor Açoriano Rafael Carvalho, é de extrema importância, uma vez que, na
temática do ensino, a viola da terra foi a primeira viola de arame do País a ser
integrada num curso curricular nas escolas de ensino artístico oficiais, no ano letivo
2005/2006, tendo a Região sido pioneira em Portugal na inclusão da sua viola
tradicional no ensino oficial. Na atualidade, apenas na ilha Madeira, e há cerca de 2
anos, a viola de arame madeirense passou a ser ensinada oficialmente no
Conservatório, sendo que as restantes violas de arame do País ainda trabalham para
atingirem este objetivo. Para além disso, o músico Açoriano foi o responsável pela
estruturação do Curso Básico de viola da terra no Conservatório Regional de Ponta
Delgada e fez parte da comissão que elaborou a proposta de homologação do Curso
Secundário de viola da terra.

No passado sábado, dia 10 de abril, decorreu uma mesa redonda no mesmo formato
mas direcionada aos construtores de violas de arame do País e que abordou práticas

de trabalho e certificação das violas e que contou com o construtor Açoriano
Raimundo Leonardes.

O evento decorre a 17 de abril de 2021, 10h30 – 13h00 (9h30 – 12h00 hora dos
Açores), via plataforma Zoom.
Acesso: tinyurl.com/pvt2bj8n

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO