Sobre O Século dos Prodígios, a Ciência no Portugal da Expansão, de Onésimo Teotónio Almeida

0
7
TI
TI

Vitorino Nemésio (1901-1978) que, em Portugal foi pioneiro do interdisciplinar, definia cultura como “uma perspectiva convergente e unitária de vários ramos do saber”.
Está bem patente, nesta afirmação, uma ideia de cultura como diálogo e confronto. Isto é, uma noção de cultura que implica cruzar saberes e campos de pesquisa. Por conseguinte, reflectir sobre cultura é fazê-la, construí-la, interpretá-la, torná-la viva – não é mera ostentação de saberes.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO