Tarifas inter-ilhas para residentes mais baixas a partir de outubro

0
8

As tarifas dos voos inter-ilhas irão sofrer uma redução média de 20% para residentes no arquipélago dos Açores a partir de outubro, com os preços a variar entre os 60 e os 120 euros. As tarifas para não residentes mantêm-se.

O anúncio foi feito na passada sexta feira, 13 de fevereiro, em Ponta Delgada por Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional, e por Vítor Fraga, secretário regional do Turismo e Transportes.

As informações relativas à atualização nos preços foram facultadas durante a apresentação das novas obrigações de serviço público para as ligações aéreas entre as noves ilhas da região, que serão alvo de concurso público internacional para uma período de concessão de cinco anos, num valor que ascende aos 135 milhões de euros para companhia aérea que ganhar o concurso.

Segundo avançaram os governantes o modelo recentemente aprovado permitirá além de reduzir os preços dos voos aumentar a mobilidade no arquipélago e melhorar as acessibilidades às ilhas bem como conciliar as ligações inter-ilhas com as novas regras para o transporte aéreo entre os Açores e Portugal Continental, que entram em vigor já a 29 de março próximo. Desta forma, ao contrário do que pretendia o executivo açoriano, as novas deliberações para os voos dentro dos Açores não entrarão em vigor na mesma altura em que o novo modelo aplicável às ligações com o Lisboa e Porto se inicia.

Não se prevê “redução de frequência” nos voos dentro dos Açores e, ao abrigo desta novas obrigações de serviço público, fica garantido a todos os residentes que no mesmo dia em que saem da sua ilha, qualquer uma das nove, tenham um voo de ligação para o exterior da região e vice-versa, assegurou Vítor Fraga.

A se concretizar o aumento de procura decorrente da liberalização de rotas para o continente, que o Governo dos Açores considera possível acontecer, ficam previstas “frequências adicionais” caso o número de passeiros em lista de espera ou o aumento de tráfego gerado por festividades locais e eventos desportivos o justifique.

Para quem vive em alguma das nove ilhas dos açores as tarifas serão reduzidas entre oito e 25% comparativamente aos preços praticado atualmente, passando a existir quatro preços distintos aplicados conforme as rotas em causa: 60, 90, 100 e 120 euros, já com todas as taxas incluídas.

Em todas as estações IATA, época baixa ou época alta, será obrigatório colocar à venda tarifas promocionais que abranjam 10% dos lugares disponíveis no avião com uma redução de pelos menos 20% dos preços máximos estabelecidos para residentes.O novo modelo será agora observado em Bruxelas para posterior publicação em Jornal Oficial da União Europeia, secundando à publicação o início do concurso para o concessão do serviço público que é ao momento assegurado pela transportadora aérea açoriana – SATA.

A partir de 29 de março o custo das viagens entre o continente português e as ilhas de Terceira e São Miguel terão um custo máximo de 134 euros, preço que é aplicável a todos os residentes no arquipélago dos Açores.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO