Transporte aéreo – Pandemia “tira” ao Faial 24.673 passageiros em três meses

0
93

A ilha do Faial perdeu em três meses, período que correspondeu ao encerramento do aeroporto da ilha durante o confinamento resultante da pandemia Covid-19, 24.673 passageiros, em comparação com o período homólogo do ano anterior.
De acordo com os dados publicados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA),no início do mês, relativamente ao movimento nos aeroportos dos Açores, verifica-se que, em março deste ano, desembarcaram no Faial menos 3.575 passageiros, em abril assistiu-se a uma redução de entradas de 10.192 pessoas e em maio entraram na ilha apenas 153 passageiros, correspondendo a uma diminuição de 10.906 passageiros desembarcados, dados esses por comparação com os mesmos meses de 2019.
Nos aeroportos dos Açores, desembarcaram em maio deste ano 2.441 passageiros, verificando-se uma diminuição de 98,4% face ao mesmo mês de 2019. No entanto, o número quase que duplicou relativamente ao mês anterior.
O número dos passageiros desembarcados com origem noutras regiões do território nacional foi de 770, apresentando uma variação homóloga negativa de 98,9%. Neste mês, e à semelhança do mês anterior, o número de passageiros desembarcados em voos internacionais foi nulo.
A ilha com maior número de passageiros desembarcados nesse mês foi a de São Miguel com 1.265, seguida da Terceira com 531. Todas as ilhas apresentaram variações homólogas negativas acima de 96%.
Nos últimos três meses, desembarcaram nos aeroportos dos Açores, menos 86,9% passageiros de que no mesmo período homólogo. Neste período, a ilha que apresentou maior variação homóloga negativa foi a do Pico com -88,8%, seguida do Faial (-87,8%), Flores (-87,5%) e São Miguel com -87,2%.
Quanto ao acumulado dos últimos 6 meses, verificou-se, igualmente, uma variação homóloga negativa de 49,7%, sendo a ilha das Flores com -56,8% aquela que teve a maior variação homóloga negativa, seguida do Faial (-53,9%) e Pico com -53,8%.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO