Um faialense morto na Primeira Grande Guerra

0
31
blank

No passado sábado, 6 de novembro, a Câmara Municipal da Horta promoveu um conjunto de iniciativas destinado a comemorar o Primeiro Centenário do Soldado Desconhecido – Manuel Mendonça, faialense falecido no contexto da I Guerra Mundial.

A homenagem a título póstumo a Manuel Mendonça decorreu no Cemitério da Praia do Almoxarife, com a colaboração da Junta de Freguesia local, e foi seguida de uma Sessão Solene no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde foram oradores Carlos Lobão e Sérgio Rezendes. A Sessão encerrou-se com um momento musical onde atuaram Marcello Guarini e Natália Bauer.

Quem foi Manuel Mendonça?

A resposta foi dada pelo historiador Carlos Lobão durante a sua alocução na Sessão Solene. Com efeito, referiu aquele estudioso que “às três horas e dez minutos da manhã do dia 29 de abril de 1889, numa casa do Caminho da Ladeira, freguesia da Praia do Almoxarife nascia um menino gémeo de Florinda Mendonça, que o vigário da igreja de Nossa Senhora da Graça, cónego Silva Reis, batizaria no dia seguinte, em casa por correr perigo de vida, com o nome de Manuel, filho de José Furtado Mendonça, marítimo, falecido a cinco de novembro do ano anterior, e de Francisca Inácia, doméstica, ambos naturais da referida freguesia.”

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura