Vasco Cordeiro realça “vitória saborosa” do PS/Açores

0
7

O presidente do Governo dos Açores e líder regional do PS, Vasco Cordeiro, elogiou a “grande e saborosa vitória” do seu partido nas eleições europeias deste domingo, mas manifestou preocupação com o aumento da abstenção.

“O PS encara esta vitória clara, inequívoca e expressiva com humildade”, disse o dirigente socialista, em declarações aos jornalistas, em Ponta Delgada, em reação aos resultados eleitorais nos Açores, que deram uma vitória ao PS (40,83%), cerca do dobro da percentagem conseguida pelo PSD (20,65%), o segundo partido mais votado no arquipélago.
Apesar dessa vitória, que classificou também como “saborosa”, Vasco Cordeiro não deixou de se referir à abstenção, que voltou a bater recordes nos Açores, aumentando de 80,2% em 2014, para 81,2% nas europeias de domingo.
“Todos temos de refletir sobre a abstenção”, advertiu o líder dos socialistas açorianos, recordando que existe já um estudo, elaborado pela Universidade dos Açores, sobre esta matéria, que deve agora ser analisado em detalhe.
Os Açores estarão representados no Parlamento Europeu, nos próximos cinco anos, por um único deputado, André Bradford, depois do desentendimento entre o PSD regional e o líder nacional do partido, Rui Rio, em relação à figura de Mota Amaral, que acabou por não integrar a lista do PSD.
Em reação aos resultados eleitorais, André Bradford disse estar “satisfeito e feliz” por esta “vitória expressiva”, recordando que o PS ganhou nas nove ilhas dos Açores, mas lamentou também “não ter sido possível reverter a abstenção”.
O novo eurodeputado socialista garantiu, no entanto, que a partir de agora irá representar todos os açorianos, e não apenas aqueles que votaram no seu partido.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO