4.ª edição Azores Triangle Adventure – Dário Moitoso e Tânia Jorge os melhores faialenses em prova

0
24
DR/Paulo Gabriel

DR/Paulo Gabriel

Dário Moitoso do Clube Independente de Atletismo Ilha Azul (CIAIA), e Tânia Jorge da equipa Runners à Ventura foram os melhores açorianos em prova.
Dário Moitoso venceu a 4.ª edição do Azores Triangle Adventure ao terminar no primeiro lugar do pódio as três etapas da prova e Tânia Jorge foi a terceira mulher a concluir as três etapas da edição de 2018 desta competição.
Destaque ainda para a prestação do faialense José Baptista, também do CIAIA, que terminou no terceiro lugar da geral.

O Triângulo voltou a ser palco de mais uma aventura de trail. A 4.ª edição do Azores Triangle Adventure, com 102 quilómetros, divididos por três dias de prova, em três ilhas do grupo Central, Pico, São Jorge e Faial, decorreu no passado fim de semana.
Dário Moitoso e Inês Marques foram os grandes vencedores desta aventura no Triângulo que reuniu 140 atletas vindos de 14 países diferentes.
O atleta faialense do CIAIA venceu as três etapas enquanto Inês Marques terminou a primeira etapa From the Vineyards to the Mountain em segundo lugar, venceu a segunda etapa, em São Jorge e terminou novamente em segundo lugar a última etapa, Maratona dos Vulcões, no Faial.
Nesta edição destaque ainda para a prestação dos faialenses José Batista, também atleta do CIAIA que foi o terceiro da geral em seniores masculinos, concluindo as três etapas no lugar mais baixo do pódio e Tânia Jorge, representando a equipa Runners à Ventura, que conquistou o terceiro lugar do pódio da geral feminina.
De salientar ainda que a segunda etapa do Azores Triangle Adventure, em São Jorge, integrou o circuito nacional de trail da Associação de Trail Run de Portugal. Os vencedores desta competição no escalão de masculinos foram, Dário Moitoso do CIAIA, que terminou a prova em 02h53m15s, Luís Fernandes, representando o Clube de Praças da Armada, com o tempo de 02h55m50s e José Baptista do CIAIA, que percorreu a distância em 02h56m55s.
Em femininos a vitoriosa foi Inês Marques que completou os cerca de 30kms em 03h16m14s, a segunda foi Fanny Borgstrom que levou 03h30m47s a completar a prova e Tânia Jorge foi a terceira a cortar a meta.
A primeira etapa da prova, na ilha do Pico, à semelhança da primeira edição, ficou marcada pelas condições atmosféricas, que obrigaram a organização a tomar a decisão de cancelar a subida à montanha mais alta de Portugal, devido ao frio e nevoeiro que se faziam sentir na aproximação à Casa da Montanha.
O segundo dia começou com uma viagem de barco atribulada rumo a São Jorge, que foi depois superada pelas paisagens magníficas que o “Fajãs Trail” proporciona aos atletas, culminado na Fajã dos Cubres, considerada uma das maravilhas de Portugal.
No domingo, último dia de prova, os atletas viram o sol brilhar ao longo dos 42 kms da “Volcanoes Marathon”, que liga o Vulcão dos Capelinhos à cidade da Horta.
No final a organização fez um balanço muito positivo do evento. Mário Leal, destacou o ambiente hospitaleiro e de camaradagem que por estes dias se viveu, afirmando que “mais do que desfrutar das magníficas paisagens das ilhas do Triângulo, esta prova permite aos atletas experienciar de forma única o calor humano das gentes dos Açores, graças ao empenho extraordinário dos voluntários que prestam apoio, e viver um ambiente de grande camaradagem entre eles, pois estão juntos não apenas durante a prova, mas nas viagens de barco, nos jantares… É, verdadeiramente, uma prova única”, salientou.
Segundo Mário Leal, esta prova apresenta-se como “um importante meio de promoção do destino Açores no mercado turístico ligado ao desporto e à natureza”, por isso espera que continue a atrair mais atletas. Neste contexto, o diretor de prova aproveitou a oportunidade para apelar aos atletas que divulguem a prova, nos seus países de origem.
De acordo com Mário Leal, a divulgação continua a ser a grande aposta da organização, registando que a concorrência a nível mundial deste tipo de eventos “é muito grande”.
Também o Presidente da autarquia faialense, reforçou o apelo de divulgação da prova junto dos atletas, afirmando que “o objetivo essencial desta prova é a promoção dos Açores, do Triângulo e da ilha do Faial e por isso espero que todos vós, promovam as nossas ilhas”.
José Leonardo Silva, registou ainda que esta competição decorre em plena época baixa do turismo com vista à criação “de mais sinergias e mais economia” a nível local.
O Presidente, dirigiu também uma palavra de agradecimento ao CIAIA, enquanto clube organizador, ao Mário Leal, enquanto “grande promotor destas provas” e a todos os voluntários, “que com a sua presença ajudam a promover os Açores”.
Em representação do Governo, o diretor Regional da Juventude, Lúcio Rodrigues, que foi o vassoura da prova de São Jorge, avançou que o governo vê o trail como uma aposta ganha que “alia o desporto à natureza de uma forma sustentável”, garantindo que o executivo regional “continuará a apoiar estas provas”.
Lúcio Rodrigues enalteceu também o trabalho de todos os voluntários que ao longo dos três dias de prova “sempre com um sorriso na cara” receberam os atletas.
A finalizar o diretor da juventude deixou uma palavra de apreço “a todos aqueles que fizeram desta prova uma grande festa”, registando que “o trail é algo que nós nos orgulhamos nos Açores, que só é possível com pessoas, com vocês atletas que nos visitam, a levarem a nossa beleza e a serem os embaixadores dos Açores nas vossas terras”, disse dirigindo-se aos presentes.
A edição de 2018, contou com a cobertura especial da Euronews através da presença de uma equipa de reportagem que mostrou a prova tanto da perspetiva exterior como da perspetiva de quem nela participa, com o jornalista Rodrigo Barbosa a correr as três etapas, e ainda com a presença do repórter Gustavo Maia, do programa Fôlego, exibido no Brasil e dedicado à corrida e às viagens.
O Triangle Adventure é uma prova com a chancela Azores Trail Run, que conta com o alto patrocínio do Governo Regional dos Açores. Destacam-se ainda os apoios da Associação de Municípios do Triângulo, Atlânticoline, Click Saúde e Bem Estar e Martipereira.
O próximo desafio da marca Azores Trail Run acontece já a 24 de novembro, com a realização do Extreme West Atlantic Trail, na ilha das Flores, que acolhe a Taça de Portugal de Trail 2018. 

 

“Vencer mais uma vez em casa é uma sensação muito boa”, afirma Dário Moitoso

Depois de vencer a prova Faial Costa a Costa da 5.ª edição do Azores Trail Run, o vice-campeão nacional de trail, Dário Moitoso, voltou a brilhar em casa ao conquistar a 4.ª edição do Azores Triangle Adventure.
Ao Tribuna das Ilhas após a cerimónia de entrega de prémios, Dário Moitoso, visivelmente satisfeito com a sua prestação, revelou que “voltar a vencer no Faial é uma sensação muito boa”.
Segundo o atleta “esta é uma prova completamente diferente das outras”. “Gerir as viagens de barco, depois fazer a prova, dormir, voltar a andar de barco e voltar a correr é complicado, mas no fim compensa”, confessou.
O faialense sente-se orgulhoso dos resultados que tem alcançado ao longo deste ano. Depois de se ter consagrado vice-campeão nacional de Trail, Dário Moitoso, participou no Ultra Trail Mont Blanc, na distância de 56.5 km e foi o primeiro português a cortar a meta. O promissor atleta do CIAIA terminou a prova entre os 10 primeiros e foi ainda o 6.º do seu escalão.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO