A ética segundo Bolieiro

0
19
blank

Na passada quinta-feira, em nome do Bloco de Esquerda, trouxe a público a relação existente entre um membro do governo regional – o subsecretário regional da presidência, Pedro Faria e Castro – e uma empresa de segurança privada.
O subsecretário regional da presidência foi, até maio de 2022, sócio de uma empresa de segurança privada, da qual detinha um capital que variou entre 60 e 83 mil euros, ou seja, entre ¼ e ⅓ do capital da empresa.

Este conteúdo é Exclusivo para Assinantes

Por favor Entre para Desbloquear os conteúdos Premium ou Faça a Sua Assinatura